Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

27 de nov de 2010

O.M. AÏVANHOV – 27 de novembro de 2010

Mensagem publicada em 30 de novembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

E bem, caros amigos, estou muito contente por reencontrá-los neste espaço.

Vocês sabem, nesse momento, tenho muito a fazer e eu desço, aliás, cada vez mais frequentemente entre vocês.

Então, caros amigos, primeiro, eu lhes apresento todas as minhas bênçãos e eu rendo Graças por sua Presença sobre a Terra e por seu trabalho nesse momento, concernente às peripécias que vocês vivem, não é?

Então, todas as minhas bênçãos os acompanham, as saudações dos Arcanjos, a saudação de muitas coisas e muitas Consciências Unificadas que se inclinam, nesse momento mesmo, sobre esta Terra e sobre esse sistema solar.

Como é meu hábito, eu venho entre vocês para responder aos seus questionamentos, se possível, hoje, concernentes às coisas magníficas que vocês estão vivendo.

Então, caros amigos, eu lhes dou a palavra.

Questão: confrontado a várias doenças, eu passei o verão a «morrer» e não é que, no momento em que me abandonei à Maria, eu fui curado? O que aconteceu realmente? 

Caro amigo, há agora muitos anos que nós evocamos, uns e outros, os processos de transformação que vocês vivem atualmente.

Alguns de vocês, mesmo em alguns caminhos espirituais, têm dificuldade para apreender e para viver o que o Arcanjo Anael chamou o Abandono à Luz, quer dizer, para soltar e o fato de decidir, conscientemente, que o caminho necessitava, para vocês, para cada um de vocês, encarnados, deixar fazer a Luz em vocês.

Vocês foram, e nós fomos, todos, habituados a dirigir nossa vida, qualquer que fosse nosso caminho, com a ajuda do mental, a ajuda da personalidade e para decidirmos por nós mesmos o que nós desejávamos em nossa vida.

A irrupção da Luz Vibral conduziu a humanidade, e conduzirá cada vez mais a humanidade, ou para entrar na resistência à Luz, ou para aquiescer à Luz e é totalmente diferente.

Vocês sabem, no caminho espiritual tem-se o hábito de falar de Luz e os seres que estão no caminho, quaisquer que sejam as diligências, quaisquer que sejam os ensinamentos, qualquer que seja o que vocês vivem na vida, têm o hábito, nesses diferentes esquemas, de decidirem por si mesmos e, portanto, de serem seu “próprio mestre”, ou seja, decidir por vocês mesmos o que vocês queriam fazer em sua vida.

O paradoxo é que a Luz Vibral que se manifesta agora, que vai se manifestar cada vez mais intensamente na superfície desta Terra, necessita, de sua parte, que vocês se abandonassem à Luz, ou seja, que deve haver, de algum modo, simbólica e concretamente, uma dissolução, uma Crucificação do ego e da personalidade.

Então, os seres que estão nesse caminho para a Luz Vibral, eu falei que a Luz vinha iluminar as zonas de sombra.

Até o presente era fácil colocar a poeira ou as zonas de sombra sob o tapete.
É como se, de um dia para outro, não houvesse mais tapete.
Portanto, somos obrigados a perceber, a sentir, para aqueles que estão encarnados, as zonas de sombra e, portanto, as zonas de sombra são apenas os medos e as resistências.

Alguns seres humanos, efetivamente, passaram por provas importantes que têm apenas um único objetivo, fazê-los abandonar-se à Luz.

Então, este Abandono à Luz pode tomar diferentes aspectos.
Ou é o Abandono puro à Luz Vibral, ou é representado por um arquétipo ou por uma Consciência Unificada.

Maria é uma, é claro.

A partir daquele momento, e unicamente a partir daquele momento, toda doença pode desaparecer quase instantaneamente.

Mas atenção, eu não disse que é preciso fazer isso esperando que a doença desapareça, porque vocês não podem trapacear com a Luz.
É preciso realmente realizar esse mecanismo de basculamento, que vai fazer com que, estando abandonado à Luz, todas as zonas de sombra que se iluminam serão transmutadas pela Luz Vibral e, portanto, provocar uma cura ou uma transformação importante de tudo o que fazia os problemas, as perturbações, seja ao nível da cabeça, como do corpo.

Portanto, caro amigo, o que você viveu ilustra perfeitamente esse processo de Abandono.

Cada um o vive, hoje, em diferentes níveis, é claro.

Lembram-se das palavras do Cristo: “Ninguém pode penetrar o reino dos Céus se não voltar a ser como uma criança”.

Uma criança vive no instante, ela está sujeita à instantaneidade da vida, ela está sujeita, também, infelizmente, com os pais, a uma autoridade exterior.

Hoje, vocês devem viver esta Criança Interior.

É a Crucificação, não é?
É a passagem do ego ao Coração, é o Abandono à Luz, é a passagem do 3º chacra ao 4º chacra e vocês vivem, todos, isso, e vocês são chamados a vivê-lo.

Portanto, cabe a vocês saberem se resistem ou se vocês se abandonam.
Há somente dois esquemas ou dois caminhos possíveis.

Eu evoquei (mesmo se isso pôde chocar, mas não há nada de chocante aí) que lhes será feito a cada um de acordo com sua Fé.

Vocês não podem pretender a Luz Vibral e deixar a personalidade dirigir sua vida.
É tão simples assim e, em função desse princípio, ou vocês irão para um princípio de prosseguir, eu diria, a vida em carbono, ou vocês irão para os princípios de vida que estão além do que se chamam as esferas em carbono, que vocês chamam a 5ª Dimensão etc.

Portanto, vocês são todos, individualmente e, agora, pode-se dizer, coletivamente, confrontados a isso.

Então, é claro, o ser humano sempre teve medo, há sempre em nós, quando se está vivo, certo número de medos que se manifestam: os medos de abandono, os medos de faltar, os medos de estar só, os medos disso, os medos daquilo.

Esses medos estão ligados, obviamente, ao mental, dado que Sri Aurobindo lhes disse que o medo não é você.

Vocês são identificados ao seu medo, mas, quando um medo chega, se vocês dizem: «tenho medo», vocês cristalizam ainda mais o medo.

O medo não é você.
O medo, ele é segregado, como ele disse, pelo cérebro antigo, pelo cérebro reptiliano, mas ele não está absolutamente inscrito ao nível de seu Princípio transcendente.

Portanto, vocês não são identificados aos seus medos e, portanto, esta desincrustação de seus próprios medos não se realiza pela vontade, não se realiza por qualquer anamnese ou qualquer mergulho em seu passado, mas realiza-se apenas através, efetivamente, do Abandono à Luz, ou seja, passar, e nós o repetimos inúmeras vezes, da lei de ação / reação para a lei de ação de Graça.

Vocês não podem depender das duas leis, é por isso que eu falei de separação.
Não é a Luz que separa, é claro, são aqueles que aceitam a Luz e aqueles que recusam a Luz.

Porque é uma coisa dizer: «eu quero a Luz» ou «eu tenho uma busca espiritual» ou «eu tenho vinte anos de caminho espiritual».

O processo que acontece agora, que foi impulsionado e iniciado pelas Núpcias Celestes, é completamente outra coisa, não é unicamente uma evolução ou uma pseudo evolução espiritual, é uma revolução total da Consciência, que passa de um aspecto fragmentado, dissociado, fechado, para um espaço aberto, empático e totalmente religado ao conjunto dos Universos e das Dimensões.

Mas vocês não podem pretender conservar sua personalidade com sua própria história, com seu próprio cenário de vida, qualquer que seja, e aceder à Luz.
É isso o Abandono à Luz.

Anael falou há dele há quase dois anos, mas, hoje, isso vai tomar, para aqueles que resistem ainda, uma acuidade muito maior.

Compreendam bem que não é a Luz que vai desencadear as doenças, é claro, mas são suas próprias resistências, seus próprios apegos aos seus modos de funcionamento passados, seus próprios apegos aos seus medos que desencadeiam a doença e absolutamente nada mais.

Portanto, para responder à sua questão, houve transmutação e, portanto, um Abandono à Luz.
Abandono à Luz é Graça.
O Abandono à Luz é cura total, corpo-alma (eu não diria Espírito, uma vez que ele jamais foi tocado), mas é a reconexão com a Luz de Quem vocês são, que realiza a cura, o que é, admitam, profundamente diferente do que querer a todo custo entrar na ação / reação: «eu tenho isso e portanto, vou reagir».

Apenas no momento em que vocês fazem como o Cristo: "Pai, que Tua Vontade se faça e não a minha", apenas naquele momento, a transmutação pode se viver.

Então, hoje, isso vai tomar aspectos muito mais imediatos do que no momento em que o Arcanjo Anael o evocou ou, para aqueles de vocês que o viveram, já, desde a primeira aproximação da Luz Vibral, em 1984, ou também com os Casamentos Celestes.

Vocês estão, eu creio que a palavra foi empregada em várias vezes, na iminência.

Não confundam, isso foi dito também, isso não quer dizer urgência.
Iminência é um sentimento Interior que leva a alma a se colocar as boas questões e a levar para a Consciência as escolhas definitivas, concernentes à sua evolução.
É isso o que vocês vivem nesse momento, e isso se reforçará, como eu o disse, dia a dia.


Questão: a alma pode ter tarefas de Sombra?

Mas a alma, o que é que é a alma?
A alma é a intermediária entre o corpo e o Espírito.
A alma é animada de impulso, é a palavra que empregamos para não confundir com a emoção.

A emoção é a personalidade, o impulso é a alma.

O impulso da alma vai sugerir comportamentos que serão função também da interação entre sua personalidade e sua parcela de Eternidade.

Imaginem, por exemplo, que ao nível da personalidade vocês tenham ainda o medo de faltar: o impulso da alma que não está ainda sujeito à revelação do Espírito, se vocês não estão abertos ao nível dos chacras, vai traduzir também, em seu mundo Vibratório, as zonas de Sombra em relação com este medo de faltar.

A alma é uma polaridade.
Como polaridade, ela expressa, necessariamente, uma Dualidade.
Aliás, para além da matriz não existe qualquer alma.

A alma é uma intermediária, que veicula o mínimo (enquanto vocês não estão abertos à Luz) vindo de sua Essência ou vindo da Eternidade.

Mas existem, é claro, as zonas de Sombra, tanto na personalidade como na alma.
A única coisa que não tem qualquer zona de Sombra é o mundo da Existência, porque, mesmo se vocês estão, como se diz, encarnados corpo – alma – Espírito, a intrusão do Espírito é algo que é extremamente limitado.

Está ligado às forças gravitacionais e aos diferentes envelopes que privaram sua Consciência do acesso à sua multidimensionalidade.

A passagem que vocês vivem é um retorno à multidimensionalidade, ou seja, a possibilidade, para sua Consciência, de estar ao mesmo tempo nesse corpo, no corpo de Existência e funcionar segundo o princípio do holograma, ou seja, não mais limitados pelo cérebro, mas uma consciência que eu chamei multidimensionalidade, o que alguns de vocês começam a viver, para além mesmo do acesso ao corpo de Existência, quer dizer, a capacidade (vocês vivem isso em suas meditações, no trabalho que vocês fazem às 19h – 16h no horário de Brasília – ou em outros momentos) para penetrar um modo de funcionamento multidimensional para a Consciência.

Portanto, sim, a alma possui zonas de Sombra.

A alma não é a Luz, a alma é a luz refletida e, aliás, é todo o problema do que nós desconstruímos, ao nível das franjas de interferência chamadas, por Sri Aurobindo, o mundo astral em que muitos seres tinham tocado o mundo da alma e pararam naquele estado Vibratório, pensando que tivessem chegado ao Espírito.

Eles viviam fenômenos de projeção da alma, até recriar atmosferas idílicas, mas vividas em certa forma de autarquia, cortadas de tudo o que é a influência multidimensional.

E isso resultou todos os ensinamentos falsificados que emergiram e que eclodiram desde 150 anos sobre esta Terra, aos quais, é claro, sobretudo em minha vida, nós todos aderimos, porque não havia possibilidade de conectar o Espírito.

Mesmo os seres, se querem, que foram os mais elevados Vibratoriamente, por exemplo, Ma Ananda Moyi: ela tocou os níveis Vibratórios extremamente elevados, ela tocou o êxtase, ela tocou o Samadhi, ou seja, o momento em que a alma resplandece de Luz, mas não é a finalidade.

Sempre foi dito, nas escrituras Védicas, que viver esse Samadhi não é a finalidade.
A finalidade lhes foi dada, há pouco tempo, ela lhes foi dada por Um Amigo, quando ele falou de Shantinilaya, ou seja, a Morada de Paz Suprema.

Apenas naquele momento que vocês se extraem da alma e da matriz.
Vocês saem da sedução, vocês saem dos mundos falsificados, mesmo ao nível da alma, para penetrar as esferas da Existência.



Questão: é necessário atribuir importância aos sinais que se encontra e interpretá-los? 


Bem amado, a partir do momento em que há uma aproximação Vibratória do Abandono à Luz, os sinais vão abundar, a Inteligência da Luz vai agir no lugar de sua personalidade, quer dizer que ela vai levar a efeito, em sua vida, fenômenos de sincronia, fenômenos chamados de Fluidez.

No Abandono à Luz, a ação de Graça vai progressivamente preencher sua vida, a partir do momento em que vocês estão abandonados à Luz.
Os sinais, em contrapartida, é preciso prestar extrema atenção para não interpretá-los, porque a interpretação se serve sempre da ferramenta mental.

O mental vai tentar se apropriar dos fenômenos que vocês vivem para fazê-los tomar um sentido que não é necessariamente o sentido da Luz.

Por vezes sim, por vezes não, e isso fará sempre, se vocês observam, cinquenta por cento, porque o mental está sempre na Dualidade e, na Dualidade, há sempre 2 escolhas, em definitivo: é verdadeiro ou é falso.

Ao nível da Unidade, se vocês vivem fenômenos de sincronia, fenômenos de Fluidez, é preciso então deixá-los se instalar livremente em vocês.

Contentem-se em acolher, em todos os sentidos do termo, o que se manifesta.
Vocês observarão que, se algo lhes falta, é algo que vai chegar, não porque vocês projetaram um desejo ou uma vontade, mas porque esta coisa foi criada, literalmente, pela Inteligência da Luz em vocês, que vocês deixam se expressar.

Portanto, sim, a partir do momento em que vocês estão no Abandono à Luz, os sinais vão abundar, mas prestem atenção para não interpreta-los porque, assim que há interpretação, há ação do mental.

Contentem-se em vivê-los, acolhe-los e simplesmente deixá-los se desenrolar.

É assim que se vive o Abandono à Luz e é assim que vocês penetrarão, cada vez mais, as atmosferas Vibratórias da Consciência Unificada e, portanto, o acesso à multidimensionalidade.




Questão: como este acesso à multidimensionalidade se exprime no corpo?


Ele se exprime já pelo funcionamento da Consciência que não é mais fragmentária, na meditação ou fora das meditações ou como em alguns de seus sonhos que não são mais sonhos.

A multidimensionalidade, primeiramente, é um aspecto Vibratório.

Lembrem-se de que a Consciência é a Vibração.
Vocês são Seres de Vibração.
Nós somos Seres de Vibração.

Aceder à multidimensionalidade necessita, é claro, ter ativado as Coroas Radiantes, não necessariamente o sacrum, pelo momento (mesmo se alguns começam a senti-lo), mas, em todo caso, uma das duas Coroas.

Isso vai se traduzir pelo acesso da Consciência que vai tratar das informações vindas de outras Dimensões.

O cérebro (dado que é o reflexo, de algum modo) vai funcionar de maneira intrusiva e não mais exclusiva: a Consciência não é mais fragmentada, ela se torna Unificada.

O acesso à multidimensionalidade é, antes de tudo, Vibrações percebidas nesse corpo físico, ou seja, a Vibração do chacra do Coração, a Vibração da Coroa do Coração, a Vibração da nova Tri-Unidade ou a Vibração da Coroa Radiante da cabeça que correspondem, vocês o compreenderam agora, ao restabelecimento do 6º chacra que nada tem a ver com o 3º olho, não é?

A partir daquele momento, o acesso à multidimensionalidade se torna uma realidade e se torna totalmente possível.

Então, quais aspectos isso vai tomar nesse corpo?

Ainda uma vez, em seus momentos de meditação, a Consciência pode funcionar tratando, o que eu chamaria, no multidimensional, um aspecto multitarefas.

As informações chegam de todas as partes, porque vocês não estão mais isolados e fechados.

Portanto, a multidimensionalidade não é uma visão do Espírito, é uma realidade Vibratória da Consciência, traduzindo-se pela percepção de algumas Estrelas de Maria, ligadas às funções espirituais, cada vez mais, pela Vibração percebida pela Coroa Radiante do Coração e do Triângulo Tri-Unitário.

E vocês sabem, a multidimensionalidade vem a vocês.
É a revelação que vocês estão vivendo e que Miguel anunciou em 30 de setembro, com Anael também, que está ligada ao aparecimento, em seus Céus, do conjunto das Embarcações da Confederação Intergaláctica.

Elas não estão todas aparentes, porque o dia em que elas descerem todas, em que nós descermos todos, em seu céu físico, o seu estará inteiramente, como dizer..., forrado e recoberto de Embarcações.

Não é uma Embarcação ou dez Embarcações (que são vistas em diferentes capitais mundiais, atualmente), mas serão vistas, simultaneamente, ao mesmo tempo, por toda parte.

E mesmo quando esta multidimensionalidade estiver aí, o que vai acontecer?
Há os seres que estão fechados em seus dogmas religiosos, filosóficos ou nos dogmas mesmo capitalistas, eles vão dizer: "não é verdade, é o diabo que chega".
Eles vão criar, eles mesmos, sua própria dissociação para com a Consciência Unificada.
Eles vão, eles mesmos, se precipitar nos mundos dissociados e nós ali nada podemos, não é?
Isso está em curso de revelação.

Há ondas sucessivas de Embarcações que aparecem nos Céus.

Então, obviamente, essas Embarcações são portadoras de Vibrações.
Elas vêm furar realmente, abrir, se preferem, o Céu, abrir seu Céu para a Verdade.
Isto está em curso, nesse momento mesmo.



Questão: quando se está bem aqui, no serviço aos outros, tem-se a escolha de permanecer?


Mas, obviamente, cara amiga.
90% dos humanos permanecerão, mas eles não permanecerão sobre esta Terra, entendamos bem.

Esta Terra vive sua transmutação, ela Ascensiona.
E, portanto, àqueles que querem permanecer, o que vai acontecer?
Eles vão permanecer nos mundos em carbono.
Com o corpo.

Eles serão levados, seja pelos Vegalianos de 3ª Dimensão Unificada, seja pelos Arcturianos de 3ª Dimensão Unificada e alguns Pleiadianos de 3ª Dimensão Unificada, nos mundos de 3ª Dimensão Unificada.

Portanto, vocês permanecerão nos mundos em carbono.

Outros preferirão passar pela morte para ressuscitar num corpo novo, mas Unificado, de 3ª Dimensão.

Mas compreendam efetivamente que não é possível permanecer nesta Dimensão e continuar o trabalho que vocês fazem, uma vez que a Terra não existirá mais, simplesmente, nesta Dimensão.

Portanto, todos aqueles que estão num esquema de continuação, porque eles se sentem bem (e lembrem-se de que nós sempre dissemos que era a liberdade absoluta deles), mas como vocês fazem, a partir do momento em que a Terra Ascensiona e vocês querem continuar suas atividades ou sua vida familiar, afetiva?

Como isso acontece, naquele caso?
É preciso ter um mínimo de lógica.
Vocês não podem reter a Terra porque pretenderam, vocês, permanecer sobre a Terra, enquanto que a Terra não estará mais aí.

É isso que alguns seres humanos ainda não digeriram, integraram e assimilaram.

Vocês observam, sobre a Terra, muitas coisas.
Vocês observaram (eu já disse): o cinturão de Fogo dos vulcões do Pacífico despertou-se no início do ano.
Eu falei, há muito pouco tempo, de outros cinturões de Fogo e o último a se despertar é aquele da cordilheira dos Andes, os vulcões que estão na cadeia Andina.
Eles despertaram.

Faltam mais as Caldeiras, algumas começam a se despertar.
Falta mais o Yellowstone, nos Estados Unidos, mas, a partir daquele momento, a Terra não existirá mais nesta Dimensão.

Então, o que vocês fazem ?
O problema é diferente porque, quando vocês estão encarnados num corpo e que se chega ao final da vida, sabe-se que se morre.

Mas, aí, não são vocês que param de viver na Dimensão em que estão, é o Planeta.

Então, o que vocês fazem nesse caso?

Eu os tranquilizo, será feito para cada um segundo sua fé e, sobretudo, segundo sua Vibração.

Simplesmente, a Terra não existirá mais nesta Dimensão.

É preciso estar consciente e estar lúcido sobre o que acontece atualmente.

A hora não é mais para se dizer: «isso não acontecerá», «é para dentro de dez anos» ou «é para 2012» ou «é para jamais», porque os fatos são os fatos.

As placas tectônicas da Terra estão se movendo.
As forças gravitacionais da Terra estão se movendo.
Os pólos físicos estão se movendo.

O que lhes falta mais?

Seus Céus se preenchem de Embarcações.
Eu creio que aí, é preciso abrir os olhos para a realidade do que acontece em seu plano Dimensional, mesmo sem falar das Embarcações.

Informem-se, olhem o que acontece com os vulcões, olhem o que acontece com os oceanos, olhem o que acontece com os pólos.
É uma Verdade, não é uma ilusão, não é?, uma vez que isso concerne diretamente ao seu plano de vida.

É o ciclo de 25.920 anos que termina, aí, agora.

Vocês estão num momento decisivo, numa inversão mesmo, quer vocês queiram ou não.
E não é para daqui a dez anos, é agora.



Questão: que vai acontecer para as pessoas falecidas que estão no baixo astral?

Por que o baixo astral?
Elas estão armazenadas nos espaços intermediários, mas que nada têm a ver com o baixo astral.

Algumas delas começam já a partir para seu mundo de destino.
Aí, é muito mais fácil, porque, quando vocês estão ao nível da alma, não há mais corpo, portanto, não há mais a atração e a gravidade desse corpo.

Ao nível da alma, a liberdade de escolha é total.
As almas podem decidir, segundo a Vibração que elas manifestaram durante sua vida, sobretudo para aquelas que morreram desde alguns anos, portanto, que receberam a Luz Vibral nesse plano encarnado.
Portanto, a alma decide a partir de agora.

Há já, desde muito pouco tempo, almas que estão em trânsito para novos corpos em carbono e almas que se dissolvem para penetrarem na Existência, isto está em curso.

Portanto, não há inquietude a ter.

Agora, se vocês esperam reencontrar a avó, vocês não devem ter ilusão, porque é preciso ainda que a avó seja da mesma origem estelar que vocês e da mesma origem Dimensional.

Cada um reencontra sua liberdade, hoje.
Isso começou, se querem, justamente por esses seres que morreram desde pouco tempo e isso começa a se manifestar já para alguns continentes que estão mais próximos do que vocês.

Quando eu digo «do que vocês», é a Europa, é claro.


Questão: por que há nascimentos, portanto, reencarnações ainda hoje?

Oh, eu diria que há reencarnações porque há quem o decidiu, mas há também primeiras encarnações.

Há seres que querem aprender o que é a Translação Dimensional.

É mesmo algo de único na história de um sistema solar.
São Espíritos que tomaram uma alma e um corpo para viverem, nesse corpo, o fenômeno da liberação.
É a escolha deles.

E, entre as almas que morreram, mesmo há pouco tempo, há quem decida retomar um corpo, porque elas têm vontade de viver isso na matéria e transmutar sua matéria num corpo novinho em folha.

A liberdade de cada um é totalmente respeitada.


Questão: os seres humanos poderão ascensionar com a Terra?

Sim, perfeitamente.
Mas eu creio que, quando vocês viverem cada vez mais a Luz Vibral (e, para aqueles que a vivem e que têm acesso, ainda que de maneira extremamente efêmera ao corpo de Existência), a Consciência não tem, verdadeiramente, vontade de se aborrecer com um corpo de carne.

Mas, eu repito, sua missão é Aqui e Agora, cada minuto, presente nesta Dimensão.

Não são vocês que decidem partir, é a Terra.


Questão: poderia nos falar da vida na 5ª Dimensão?

Então, aí, cara amiga, é profundamente diferente segundo as origens estelares de cada um.

Do mesmo modo que na 3ª Dimensão dissociada ou Unificada, há uma diferença essencial.

Há, na 3ª Dimensão dissociada, o que vocês chamam os Extraterrestres, por exemplo «os pequenos cinzentos» que ainda não se renderam à Luz.

Eles não têm verdadeiramente a mesma forma que um ser humano, não é?
Há, ao nível dos mundos da 3ª Dimensão Unificada, portanto, multidimensionais que não foram, como dizer..., falsificados pelos maus fantoches, os Dracos, há diferenças enormes.

Um Arcturiano de 3ª Dimensão Unificada, fisiologicamente, culturalmente e de aparência física, estritamente nada tem a ver com um ser de Vega de 3ª Dimensão Unificada, e ainda menos com um Pleiadiano.

São mundos que evoluem.
Gosto muito da palavra cultura, culturalmente: os pólos de interesses não são os mesmos.

Mas lembrem-se de que a diferença essencial entre a 3ª Dimensão dissociada (onde vocês estão) e a 3ª Dimensão Unificada é que nesta tomam um corpo em carbono, mas há acesso a todas as outras Dimensões.

É sua Consciência que pode estar em um corpo em carbono e, ao mesmo tempo, estar consciente de todas as outras Dimensões onde está a Consciência, o que faz uma diferença fundamental com relação à 3ª Dimensão dissociada.

Agora, ao nível da 5ª Dimensão, aí também, há uma infinidade de mundos, segundo a origem estelar, segundo as linhagens etc. e sua origem dimensional.

Portanto, não se pode falar da vida na 5ª Dimensão.
O que eu posso dizer, simplesmente, é que no momento do que eu chamei há quase dois anos, o planeta grelha, certo número de seres humanos (e ainda uma vez, isso nada tem a ver com a noção de escolhidos, de chamados etc., são seres humanos) serão transportados sobre esta Terra, para lugares extremamente precisos, em espécies de, como vocês poderiam chamar isso..., de cúpulas de Luz Branca.

Nessas cúpulas de Luz Branca, esses seres, que terão sido transportados exatamente antes do planeta grelha, permanecerão, durante o período de transição, com esse corpo, para viverem certo número de ensinamentos dados essencialmente pelos Arcanjos, e certamente por mim mesmo (a menos que eu decida que alguém outro o faça em meu lugar) concernentes, justamente, às regras de vida na 5ª Dimensão.

Alguns humanos também, que estão entre vocês, vindos de Dimensões amplamente superiores à 5ª, ensinarão as regras de Vida Unificada na multidimensionalidade.
Esses seres ascensionarão com o corpo.
Não se tem necessidade desse corpo, dado que o corpo se torna imortal, mas existem, nesses seres, memórias que não são memórias de suas próprias vidas passadas (uma vez que isso faz parte da alma e será dissolvido), mas memórias que eu chamaria experienciais, bem além de sua própria individualidade, que servirão, se querem, nas memórias do universo, que nada têm a ver com o que foi chamado os Anais Akáshicos, que, de fato, são apenas os Anais falsificados, não é?

Portanto, não se pode falar da vida na 5ª Dimensão, é muito demasiado complexo, sobretudo que é algo que se vive.

Tentem pedir a alguém que penetra o corpo de Existência que lhes faça um discurso sobre o que ele vive é quase impossível, porque os referenciais estritamente nada têm a ver.

O cérebro não pode compreender, mesmo as palavras que poderiam ser empregadas.


Questão: este período de ensinamento deveria durar 132 dias. Por que esse número? 

É o tempo necessário para que todas as estruturas da 3ª Dimensão dissociada estejam purificadas, não o ser humano que, ele, terá já partido, mas tudo o que está ligado às densidades inferiores que não existirão mais sobre o novo manto Terrestre em sua 5ª Dimensão.

A Terra está passando de um diâmetro de pouco menos de 7.000Km para 10.000Km de diâmetro [ou milhas-(*)].

Portanto, vocês imaginam as forças de torção que se exercem sobre as placas tectônicas e sobre o magma.
E também, eu os lembro que a Terra foi liberada, quer dizer que o núcleo cristalino central Vibra hoje na frequência de Sírius e é isso que está se propagando no magma, e também sobre as placas que vocês chamam tectônicas, que estão crescendo, literalmente.


Questão: o que advirá dessas pessoas, após esses 132 dias?

E bem, elas irão na 5ª Dimensão.
Alguns com o corpo (aqueles que têm necessidade de levar as memórias) e outros, que vêm de outras Dimensões, bem além da 5ª, se juntarão ao Universo deles.


Questão: o ensinamento que eles terão recebido servirá para ensinar outras pessoas?

Ele permitirá definir os quadros de vida e semear a nova Terra na 5ª Dimensão, para aqueles que decidirem se estabelecer na 5ª Dimensão.

132 dias é o tempo da limpeza, mas também o tempo que as novas formas de vida Unificadas se estabelecem diretamente sobre esta Terra.

Lembrem-se do que lhes disse Sereti: a partir do momento em que Mercúrio tiver sido reabsorvido e englobado pela irradiação solar, devido à passagem de seu Sol para um gigante vermelho, naquele momento, a Terra mudará de órbita.

Os pólos terão basculado e ela estará na 5ª Dimensão, pronta para acolher a nova Vida, ou seja, aqueles de vocês que quiserem semear a Terra, ao mesmo tempo estando conscientes de sua multidimensionalidade.

A grande diferença essencial entre os mundos, eu diria, Unificados e dissociados (ou seja, as Dimensões dissociadas na qual vocês estão ainda, atualmente, e as Dimensões Unificadas), é unicamente o acesso à multidimensionalidade.

Nas outras Dimensões Unificadas, o que vocês chamam competição, predação, família não existe absolutamente.

Eu os lembro também (há quem terá surpresas, porque, pelo momento, vocês refletem com polaridade masculina ou feminina): nos mundos Unificados, vocês são andróginos, portanto, a noção de família, de casal, nada quer dizer.

Aqueles que esperam reencontrar as mesmas condições que na Terra, não é de modo algum assim, hein, não é?

Vocês não poderão reproduzir os esquemas de apego que levaram nesta Dimensão e que, por vezes, foram necessárias nesta Dimensão.

Nos mundos livres, é muito simples, vocês são livres, mas totalmente livres para ir e vir para onde desejarem.

Não existe qualquer dissociação, qualquer fragmentação e qualquer limite.

É a diferença essencial para com os mundos dissociados, não é?


Questão: quais são os seres que vivem em Altair?

Altair é um Sol.
Há inúmeros planetas em Altair.
Há seres que vivem, eles são muito pouco numerosos, em 3ª Dimensão Unificada e que têm uma aparência humana, com um aspecto um pouco de pássaro, é lógico.

Há, enfim, seres de 11ª Dimensão e de 18ª Dimensão que fizeram parte dos Elohim criadores desta Terra.

Há um planeta que é ainda habitado pelo que vocês chamariam hoje os Gigantes, que são de forma humanóide.

E há Consciências que são originárias, primitivamente (quer dizer que é a origem estelar delas), esses seres se apresentam como águias.

Eu os lembro o que dissemos, não vamos voltar nisso, mas o que se chama de animais sobre a Terra são apenas disfarces que foram falsificados pelos Dracos.
Porque, para os Dracos, os animais são vocês e eles os colocaram em posição de superioridade com relação ao que vocês chamam animais e o que nós, nós chamamos animais, mesmo quando eu estava vivo.

Mas os animais, os cães, os golfinhos, são seres multidimensionais, no planeta de origem deles.

Um golfinho, por exemplo, está já, mesmo no oceano, hoje, no acesso à sua multidimensionalidade.
Eles foram, de algum modo (os cetáceos, os mamíferos marinhos), os guardiões, como os guardiões do Intraterra, da coesão da Terra, tendo impedido que ela se tornasse uma prisão eterna.

Vocês estão, isso vocês sabem, num planeta-prisão.

A prisão, o que isso quer dizer?
Isso quer dizer que vocês não têm o direito de sair.

Para muitos, nós estamos conscientes de que isso será uma mudança de paradigma enorme, porque, sobretudo aqueles de vocês, alguns de vocês, que seguiram caminhos espirituais desde muito tempo, esses caminhos espirituais eram tomados de Dualidade.

Nós os temos chamado os espiritualistas Luciferianos, que os faziam crer que havia uma evolução possível na Dualidade, que com a vontade de bem, com a vontade de fazer o bem, com a vontade de se conhecerem a si mesmos, com a vontade de explorar seu passado, seu carma, vocês iriam chegar à Luz.
Não há nada de mais falso, era a luz Luciferiana.

Portanto, há um período de reajuste Vibratório total e de Consciência entre as espiritualidades humanas falsificadas e a verdadeira realidade Vibratória multidimensional, que estritamente nada tem a ver.

Então, obviamente, alguns seres estão tão apegados ao seu modo de funcionamento antigo que eles continuarão a manter esses esquemas de falsidade, porque eles estão efetivamente aí dentro, é a liberdade deles.

Mas não será preciso dizer depois: «eu quero ir para a Luz», isso não será possível.

Vocês irão para a luz da alma e não para a Luz do Espírito, que não é a mesma Luz.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então, caros amigos, estou muito contente por ter respondido às suas questões.
Eu lhes transmito todas as minhas bênçãos e nós lhes dizemos, todos juntos, até muito em breve, não é?

Fiquem bem e sejam felizes.

[*] NOTA DA TRADUÇÃO:
Encontrei em um dicionário online (http://dictionary.sensagent.com/km/fr-pt/) que a abreviação km é também usada para significar milha, que equivale a 1,609 quilômetros, assim sendo, considerando que os números citados se refiram a milhas e não a quilômetros, multiplicando 7.000 milhas por 1,609, o resultado é bastante próximo dos 12 mil e poucos divulgados como sendo o diâmetro da Terra, número esse que é aproximado também.
________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

3 comentários:

  1. Será que tem algum erro de tradução ??? O diâmetro da terra é de aproximadamente 12.700 km e não menos de 7 mil. Ou seja, o diâmetro da terra de acordo com o texto ja é mais de 10 mil km.

    ResponderExcluir
  2. "La Terre est en train de passer d'un diamètre d'un peu moins 7 000 km à 10 000 km de diamètre."

    Esse é o texto original.
    Não entendo desse assunto, então, só traduzi o que estava no original.

    ResponderExcluir
  3. Acabei de postar uma nota da tradução, explicando que a abreviação km é usada no francês para significar milha também, o que eu, sinceramente, desconhecia. Peço desculpas pelo transtorno.

    ResponderExcluir