Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

27 de nov de 2010

UM AMIGO – 27 de novembro de 2010

Mensagem publicada em 30 de novembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Eu sou Um Amigo.
De meu Coração a seu Coração, Irmãos e Irmãs na humanidade, eu venho para vocês, ao mesmo tempo para dialogar, mas, previamente, com todo meu Amor, eu desejaria mantê-los e penetrar mais adiante sobre o que eu já falei, há alguns dias, concernente à Paz, à Morada de Paz suprema.

Vamos visualizar, se efetivamente quiserem, não os mecanismos de instalação desta Morada de Paz suprema, mas visualizar, bem mais, hoje, a mecânica do ser humano impedindo a Paz.

A Paz a mais simples é aquela que se encontra, vocês todos o constataram, quando suas atividades mentais, emocionais e físicas estão em repouso.
Naquelas condições, todo ser humano experimentou e viveu momentos de paz, de equanimidade, momentos em que nada vem perturbar um estado qualificado de plenitude ou, em todo caso, de tranquilidade.
Isso corresponde, geralmente, a momentos em que seu mental não está nem preocupado, nem ativo, a momentos em que não há lugar para manifestar qualquer emoção, nem qualquer lembrança, nem qualquer projeção.

Um momento em que o corpo está, o mais frequentemente, imóvel ou, em todo caso, não faz uma tarefa precisa ou específica.

As horas em que vocês vivem sobre a Terra são ricas, muito ricas, traduzindo-se, ao nível do humano como ao nível dos elementos (que são apenas o reflexo do humano), por ajustes importantes, modificações, pode-se dizer, de suas circunstâncias habituais de vida, levando-os, obviamente, a tomadas de decisões, reações, preocupações e agitações também, ao nível de suas atividades mentais.

Obviamente, essas atividades, o mais frequentemente, os privam, justamente, do acesso à Paz.

Ora, é justamente durante este período que será mais útil e mais indispensável, para vocês, estabelecerem-se em sua Paz Interior, a fim de comunicar esta Paz àqueles que estão com vocês, seus parentes, sua família, em seu ambiente.

A Paz não pode se decretar enquanto existe uma atividade mental, uma preocupação, uma emoção.

Há, portanto, a necessidade de encontrar os momentos de paz, quaisquer que sejam os elementos, as coisas, as pessoas às quais vocês tenham que encarar para responder à vida, de maneira comum ou espiritual.

Caberá a vocês encontrarem os momentos para, literalmente, se recarregarem nesta Paz.
Porque há, naquele nível, um paradoxo aparente, porque é durante este período em que os elementos estão mais ativos, é durante este período em que os homens os menos ligados à Fonte vão viver mecanismos de pressão, de estresse, de agressão extrema, que caberá a vocês se religarem à Luz que está, no entanto, bem presente, a fim de manifestar a Paz.

A Paz que é também um estado de Consciência, um estado de Vibração, que pode, literalmente, transcender e transformar, primeiro você mesmo, em primeiro lugar, e também seu ambiente afetivo e, de maneira mais geral, os seres que os abordarem.

A Paz não é, tampouco, uma inação.
A Paz tampouco é um retrato da vida comum, que convém viver e levar normalmente, eu diria.
A Paz é o que vai lhes propiciar, justamente nos momentos da ação, nos momentos que vocês deverão enfrentar, uma lucidez e uma Consciência maiores das ações corretas a conduzir, as ações a empreender, simplesmente para irem para o sentido da Luz e no sentido do que está aí.

Lembrem-se das palavras empregadas por Omraam concernentes à lagarta e a borboleta: para que a lagarta se torne uma borboleta, é preciso que a lagarta aceite entrar em seu Ser Interior.

Do mesmo modo, para o ser humano, encontrar sua Divindade de Eternidade é continuar a estar presente, é claro, a viver inteiramente tudo o que é para viver, mas também encontrar, em si, esta centelha especial que provoca a Alegria, que provoca a Paz e da qual vocês podem se nutrir, literalmente e em todos os sentidos do termo.

Desde o final de seu mês de setembro é-lhes extremamente fácil se religarem, seja em sua hora habitual ou mesmo em qualquer momento do dia, à Merkabah interdimensional.

A Merkabah interdimensional é um espaço de Paz, um espaço de Vibração, um espaço de recarga ao qual nós os convidamos a ter acesso, por si mesmos, além mesmo de seus períodos de trabalho, simplesmente pela intenção da Consciência se ligar, se conectar àquela Consciência, porque é de uma Consciência que se trata.

Conectando-se assim, de Consciência a Consciência, vocês retirarão os mesmos elementos Vibratórios, em primeiro lugar, que aqueles vividos durante os períodos em que vocês estão todos religados.

Lembrem-se de que esta Merkabah interdimensional, por sua própria noção de interdimensionalidade, não está ligada ao seu espaço-tempo comum.
Ela está estabelecida, de modo permanente, no plano Vibratório e de Consciência.

É-lhes, portanto, possível se reconectarem a ela, em qualquer momento, em alguns segundos, em algumas respirações.

Lembrem-se de que é através desta conexão que vocês poderão, literalmente, imergir na Paz, na Vibração.

Caberá a vocês, no que há para viver, cada um em sua vida (seja no ambiente próximo ou no ambiente planetário), pensar em se recarregar, em retomar as forças junto à Merkabah interdimensional.

Vocês atrairão nela a Vibração específica da interdimensionalidade, permitindo-lhes, então, se reconectarem ao que vocês são em Verdade e em Eternidade e, sobretudo, ali atrair, de algum modo, os elementos nutritivos necessários à sua Paz e à sua estabilidade.

Não percam de vista isso, porque é certamente o conselho o mais exato e o mais importante que eu posso lhes comunicar doravante.

Há aí, à sua disposição, em seu Ser Interior, ao nível da Merkabah interdimensional, um reservatório de força, um reservatório de Luz, um reservatório de Paz que lhes é acessível quando vocês o desejam, quando há necessidade, mas também para preparar, de algum modo, os momentos que estão para viver.

A Paz é, de fato, o elemento que é indispensável cultivar em si, a fim de não ser aspirado e levado pelo que Sri Aurobindo chamou o choque da humanidade.

Vocês compreenderam, agora, o choque da revelação da Luz, através da presença dos estados multidimensionais do Ser, mesmo em seu universo e mesmo agora, em sua atmosfera.

Certo número de consciências livres, qualquer que seja sua forma, quaisquer que sejam seus meios de transporte, chegam agora em seu espaço aéreo e começam a difundir ondas específicas, ondas de Paz, ondas de Amor, ondas de Unidade e de Unificação.

É claro, haverá sempre seres humanos para colocarem em dúvida a realidade da intenção de seus Irmãos e Irmãs galácticos.
Mas a Vibração não pode enganá-los, em nenhum momento.

Se vocês estão na escuta dessas Presenças quando elas se manifestarem junto a vocês, vocês perceberão instantaneamente a Unidade ou a não-Unidade, que isso se manifeste por suas próprias Vibrações, pela modificação de seus sons, pela possibilidade de se reconectarem, ao mesmo tempo, à Merkabah interdimensional.

Não há, portanto, que se colocarem questão, não há, portanto, que interpretar o que quer que seja, mas somente sentir o resultado desta interação entre sua Consciência e as esferas de Consciência que se manifestam a vocês.

Certamente não existirão somente essas esferas de Consciência, mas várias modificações em seu ambiente, tanto pelos próprios elementos, em suas manifestações as mais extremas, como aquelas de seus Irmãos e de suas Irmãs que ainda não se juntaram à Luz e quererão, pelo medo, pela ignorância ou por rejeição, considerar que o que vem não é Luz.
Eles não têm os meios Vibratórios que vocês para perceberem e sentirem a Verdade do que vem.

Não há que julgar, tampouco, nem a condenar.
Há apenas que estar nesta Paz e nesta Alegria, porque serão suas armas (se é que se pode falar de armas) que lhes permitirão manifestar, ao redor de vocês, a Paz e a Alegria e ajudar, do modo o mais direto possível, aqueles que estão com vocês ou ao seu redor.

O período que vem é, efetivamente, um período que a lagarta poderia chamar um período de confusão, mas que a borboleta chama nascimento.

Cabe a vocês saberem, assim como já dito, onde vocês querem se colocar, qual é seu ponto de vista.
O ponto de vista da lagarta, que resiste ao nascimento da borboleta, consome muita energia, muita consciência e impede, literalmente, ver claro no que vem.

Adotar o ponto de vista da borboleta propicia a Paz e a Alegria.
A Paz e a Alegria que lhes darão, estejam seguros, toda força e toda a Luz para estabelecer o que deve sê-lo em sua vida.

A modificação do Éter da Terra está doravante em curso de realização.
Ele se tornou possível, como vocês sabem, pela constituição da Merkabah interdimensional, pela liberação do Sol, a liberação da Terra e, recentemente, pela Presença da Consciência Crística, no Éter.

Todos esses elementos vão correr, pouco a pouco, nos dias que vêm e nas semanas que vêm, para viver certo número de elementos novos para a Consciência, que ela seja Unitária ou fragmentária.
Haverá, portanto, ajustes.
Esses ajustes poderão, ainda uma vez, se viver segundo a consciência da lagarta que não quer se tornar borboleta ou sob a consciência da lagarta que aceita ser borboleta ou ainda sob a Consciência da lagarta que já partiu para a borboleta.

Tudo isso é para viver Aqui e Agora, em seu espaço-tempo.

É claro, haverá sempre ao redor de vocês, como sobre a Terra, pessoas para empregar uma terminologia e uma fraseologia que não é absolutamente da Luz.
A Luz é Inteligência, vocês sabem.
A Luz é Verdade e Unidade.
Ela vem, portanto, se estabelecer.
Os sobressaltos estão apenas ligados ao que deve deixar lugar para a Luz.

Então, é claro, o mental poderá sempre falar de Julgamento Final, de Apocalipse, de punição, de castigo, mas isso é apenas uma visão deformada da Verdade, daquele que apenas vê o que cai sob seus olhos, mas que não vê com os olhos do Coração.

É claro, haverá movimentos importantes.
Movimentos importantes confinando ao que Sri Aurobindo chamou o choque da humanidade.

Cabe a vocês saberem se querem ali participar pela raiva, pela negação ou se vocês querem participar, ao invés disso, no estabelecimento da Luz, como vocês o fizeram até o presente.
Não há outra escolha.

Ninguém poderá permanecer e ficar indiferente ao que vai se manifestar e já se manifesta.
É nesse sentido que nós demos mandato a Sri Aurobindo para lhes explicar a mutação Solar em curso, a mutação planetária, a mutação do corpo e o choque que isso representa.
Um choque não é nem bom, nem mau.
Um choque é o que vem transformar um equilíbrio preexistente para estabelecer um novo equilíbrio, para outro nível ou para outro estado da Consciência.

Para nada serve dar sua energia e sua Consciência ao choque, para nada serve, tampouco, ali resistir de qualquer maneira, porque o conjunto dos acontecimentos, sejam climáticos, humanos ou da Luz, estão agora inscritos como realizados nos mundos Unificados.

Eles se atualizam, portanto, em seu planeta, fazendo de vocês participantes no que se desenrola agora.

Lembrem-se de que, quando vocês estão na Paz, quando vocês cultivam esta Paz ou esta Alegria, quando vocês estão conectados à Merkabah interdimensional, não pode haver qualquer projeção de medo, qualquer projeção de interpretação.
Há somente estado de Ser, há somente realização do Si, realização da Existência e passagem da Consciência ao seu estado o mais puro e o mais Unificado.
E é neste estado que vocês devem abordar o que está aí, agora.

Então, é claro, é muito fácil falar, lá de onde estou, de circunstâncias que, para alguns seres, poderão ser um pouco mais difíceis para viver.
E eu me dirijo, aí, bem além daqueles que estão presentes neste auditório, ao conjunto de seres sobre o planeta, que tiveram a oportunidade ou a chance de conhecer o que nós dizemos.

É claro, é mais fácil fazer a Paz em si, quando tudo está na Paz ao redor de si.
É mais fácil estar na Paz quando os elementos não estão descontrolados, quando os homens não estão descontrolados, tampouco.

Mas se vocês fazem o esforço de cultivar esta Paz (e a conexão à Merkabah interdimensional os ajudam ali grandemente), naquele momento, vocês estarão preparados, no momento vindo, para Residir nesta Paz e mesmo aceder à Morada da Paz suprema.

Porque, lembrem-se sempre de que há uma conjunção de elementos, de fatos, que são conjuntos.
Eu não voltarei sobre os detalhes, mas vocês estão, eu diria, no gargalo de estrangulamento em que os fatos, as circunstâncias, a Luz, as resistências à Luz, a chegada da Onda Galáctica, a chegada de Hercobulus em seu céu se traduzem, efetivamente, por uma modificação profunda de seu ambiente habitual, onde quer que vocês estejam sobre esta Terra.

Ainda uma vez eu os lembro, a Inteligência da Luz fará com que vocês estejam onde devem estar no momento vindo.
Se um acontecimento crucial deva ocorrer, obviamente, vocês o saberão três dias antes, Maria os prevenirá, indistintamente, que vocês estejam despertos ou não, acordados ou não.

Além disso, existe toda uma gama, toda uma paleta de eventos colocando em jogo os papéis que desempenham os países, a humanidade, uns para com os outros.
Nesses jogos de papel, obviamente, existirá sempre o que é próprio da personalidade, que ela seja humana ou também inscrita na egrégora de um país, que se manifestarão por tensões, por coisas que não vão verdadeiramente no sentido da Luz.

A Paz é para encontrar e para manifestar onde vocês estão, porque é seu lugar.
Não há nada para fugir, não há nada tampouco para esperar, não há nada a preparar, a não ser estar pronto Interiormente.

Estar pronto Interiormente significa, é claro, ser capaz de conectar a Merkabah interdimensional, de viver os efeitos ao nível de seus chacras, de suas Lâmpadas, de manifestar esta Alegria, esta tranquilidade, esta serenidade, ainda que apenas para seus parentes que contam com vocês, mesmo sem o dizer.

Mesmo aqueles que, hoje, recusam, em seu ambiente, o que vocês são, compreenderão, naquele momento, que vocês estão instalados na Verdade do Coração.

Então, sejam dignos do que vocês vivem.
Sejam, como lhes disse o Arcanjo Miguel, cada vez mais os Ancoradores e os Semeadores desta Luz, desta Alegria, desta Paz ligadas ao retorno da Luz.

É claro, existirá, ainda uma vez, sempre um número importante de seres humanos que verá, no que chega, elementos terríveis, que não vão no sentido, é claro, da Paz da personalidade ou no sentido da satisfação da personalidade.
Vocês devem admitir que isso concerne a uma faixa importante da humanidade.

É justamente para essa faixa da humanidade que vocês estão ainda aí.
É para esta faixa da humanidade que seu sentido da humanidade e do Serviço deve ser o mais desperto e o mais intacto.

Onde vocês estiverem, vocês terão um papel importante a desempenhar, na condição de encontrarem, previamente, a conexão e a Paz, conexão à Merkabah interdimensional, conexão ao seu próprio Si, realização do Si, Vibração do Coração e da cabeça e do sacrum.

É por este estado Vibratório Unificado que vocês servirão ao maior número de seus Irmãos, em seu ambiente, primeiramente, mas também no outro lado do planeta, para aqueles que terão decidido partir antecipadamente.
De fato, ninguém parte.
Há somente a Realização do que vocês são, a Realização de sua Eternidade.

Eu gostaria também de lhes dizer que vocês não devem se preocupar com nada mais além de Ser, porque é estando no Ser que vocês vão, ainda uma vez, ajudar e Servir e manifestar o mais de seus potenciais de alma e de Espírito.

É desta maneira que vocês poderão servir aos seus Irmãos e suas Irmãs, estando plenamente lúcidos, plenamente presentes a vocês mesmos, em sua vida, onde quer que estejam, qualquer que seja seu lugar, qualquer que seja sua idade, qualquer que seja seu estado de saúde.

A humanidade conta com vocês.
Nós contamos com vocês.
O Conclave Arcangélico conta com vocês.
O conjunto da Confederação Intergaláctica dos mundos livres sabe pertinentemente o trabalho que vocês realizaram.

O fato de terem conseguido despertar a Merkabah interdimensional é um trabalho extraordinário.
Nós lhes agradecemos por isso, todos juntos.

Obviamente, a realização deste objetivo abriu a porta, como vocês sabem, ao fenômeno da Translação do planeta.

Como eu lhes disse também, resta apenas atualizar, nesta Dimensão em que vocês estão, o que está já realizado nos planos sutis e Unificados.

Quaisquer que sejam os cenários aos quais vocês sejam confrontados, quaisquer que sejam o grau, a importância, não se esqueçam jamais que vocês podem, a qualquer momento, se religarem à Merkabah interdimensional, mas, também, à sua própria Coroa Radiante do Coração ou da cabeça, simplesmente ali pensando.

Se vocês têm a impressão de viver um choque, qualquer que seja, seja ligado à sua posição num país ou ao ambiente próximo, pensem primeiramente, antes de reagir ou de agir, em se conectarem ao seu Coração, à sua cabeça e à Merkabah.
Vocês se beneficiarão então, naqueles momentos, de um apoio considerável.

O apoio da Luz Vibral, em tempo real, que virá agir e trazer o que é necessário para a situação ou para as pessoas.

Vocês estarão ali no bom lugar, no bom momento, para realizar a boa ação.
Aí está o que é a Paz.

Não percam jamais de vista seu objetivo também, não percam jamais de vista o que vocês realizaram através de suas Vibrações, através do que vocês percebem em sua Consciência, do que vocês vivem, mesmo, ao nível de suas Lâmpadas.

Essa é uma Verdade, mesmo se ela não seja aquela de seu Irmão que está ao seu lado, ela é sua Verdade.
Ela é, aliás, a única Verdade que vale e a única Verdade que pode permanecer no que acontece atualmente sobre a Terra.

O período que se abre, dentro de alguns dias humanos, é um período que apenas existe em todos os 50.000 anos e que não se reproduzirá mais nesse sistema solar e, portanto, para suas Consciências.

Permaneçam na Alegria.
Permaneçam em sua Unidade.
Não se esqueçam jamais de que Permanecer na Unidade e na Alegria apenas se pode fazer através da simplicidade e da humildade.

A Paz se instalará então em vocês e, sobretudo ao seu redor.
Vivam a iminência do que é para viver sem ali colocar qualquer urgência.
Não acrescentem urgência à iminência, não acrescentem interpretação ao que é.

A Terra se alinha com sua nova Dimensão, a Terra se prepara, ela também, para viver suas Núpcias Galácticas.

Este período se abre agora.

Lembrem-se também de que jamais, jamais, vocês estarão sozinhos.
Que seja com seus Irmãos humanos, ou a Inteligência da Luz, os colocará cada vez mais em ressonância e em aproximação uns com os outros.

Seja com as Dimensões Unificadas, em carbono ou não, que estão, já, eu diria, prontas para realizarem o trabalho em suas Embarcações.
As Embarcações multidimensionais, quanto a elas, começam a se aproximar de sua atmosfera.

Obviamente, mesmo para aqueles que estão prontos Vibratoriamente e em Consciência, eu os lembro que há um choque prévio, que é o choque do desconhecido.

Lembrem-se, vocês todos, de seus espaços de meditações os mais profundos, onde algo vem chocar sua meditação: um barulho, uma presença.
Do mesmo modo, fora da meditação, e mesmo na Paz e na Alegria, conectados à Merkabah interdimensional, algumas verdades que se estabelecem nos fatos de sua 3ª Dimensão chocarão, que vocês queiram ou não, sua Consciência.

Lembrem-se de jamais reagirem.
Lembrem-se de jamais projetarem o que quer que seja nos eventos, mas, simplesmente, se religarem à sua Unidade, aos seus Irmãos e às suas Irmãs que trabalharam com vocês sobre o planeta, para a ativação da Merkabah interdimensional.

Se vocês fazem isso preliminarmente, todo o resto tornar-se-á fácil e evidente.
Tão simples, tão evidente, então, que todo o resto será complicação.

Aí estão as algumas palavras concernentes à Paz, que eu queria completar.

Irmãos e Irmãs na humanidade, se há em vocês, agora, questionamentos com relação ao que acabo de dizer, eu me proponho a responder, se temos ainda tempo.


Questão: se podemos ajudar nossos próximos por nossa irradiação de Paz e de Alegria, o que é daqueles que estão afastados geograficamente? 

Bem amada, a partir do momento em que você está na Paz, em sua Luz Vibral, a Luz Vibral sendo interdimensional, o fato de ver seus próximos ou o fato de que eles estejam do outro lado do planeta não mudará estritamente nada.
A ação é imediata.

Não há necessidade de proximidade geográfica, não há necessidade de se falar, não há necessidade de se ver.
Há somente necessidade de Ser, e que a Intenção ou os outros Polares lhes permitam, por seu estado de Ser, levar esta Luz Vibral até eles.

Atenção, não é uma vontade pessoal.
É um estado de Ser que permite a ação.

Ainda uma vez, os próximos, onde quer que estejam sobre este planeta.
Mas eu os lembro que, nos mundos Unificados, os próximos não são unicamente sua família, mas o conjunto da humanidade.

Não há, portanto, distinção a fazer entre os que vocês chamam seus parentes, em sua família, como o conjunto de próximos que são o conjunto da humanidade, quaisquer que sejam seu caminho, sua decisão e sua evolução.

Se vocês fazem uma distinção entre seus parentes e os outros Irmãos e Irmãs da humanidade, vocês recaem na Dualidade.

A Luz, a Vibração e a Intenção manifestam-se para o conjunto de seus Irmãos e Irmãs, a partir do momento em que vocês estão alinhados com a Paz e a Alegria.

O que quer, assim, que vocês devem também pensar e ter uma intenção, não unicamente para seus próximos familiares, mas para o conjunto da humanidade, a cada instante.

Questão: há algo de «previsto» para que o impacto da Onda Galáctica se faça com o máximo de suavidade ou o mínimo de caos possível?

Bem amado, caro Irmão, a Onda Galáctica é suave, Amor e Luz.

Apenas as resistências humanas ligadas às Crenças, ligadas àqueles que os escravizaram desde milênios, é que desencadeiam a violência.
Mas certamente não a Luz.

A Luz é Paz, assim como eu o disse.

As reações não são da ordem da Luz, mas, justamente, da oposição à Luz.

Lembrem-se de que há concomitância de certo número de fatores.
Nenhum dos fatores em ressonância com a Luz, seja a Merkabah interdimensional, seja a própria Onda Galáctica, seja mesmo a chegada de Hercobulus não é um elemento violento.
A única violência vem da resistência à Luz, e unicamente ela.

Questão: para se conectar à Merkabah interdimensional coletiva é necessário conhecer as Estrelas de Maria, e como saber se estamos realmente conectados?

Caro Irmão, você está conectado a partir do momento em que a Coroa Radiante da cabeça está ativada e do momento em que o som percebido ao nível do ouvido esquerdo se amplifica e se torna cada vez mais cristalino e intenso.

O modo de conectar a Merkabah interdimensional é, antes de tudo, uma intenção, a intenção de se conectar, que nada tem a ver com um desejo ou com a vontade.

A partir do momento em que sua Atenção e sua Intenção se colocam na Merkabah interdimensional, vocês ali estão religados Vibratoriamente, na condição, obviamente, de que sua própria Merkabah interdimensional pessoal esteja ativada.
O que se traduz pelo o conjunto de sinais que foram dados ao longo dos Casamentos Celestes.

Questão: as Vibrações emanando do núcleo cristalino da Terra têm uma influência sobre nós? 

Sim.
Isso os reconectou ao que são chamadas suas raízes Intraterrestres, dando, para muitos de vocês, percepções Vibratórias diversas e variadas nas pernas, mas também em suas costas.

Questão: a elevação Vibratória individual e coletiva permitiria modificar o que acontece atualmente sobre a Terra, por exemplo, no que concerne aos movimentos de guerra?

Bem amado e querido Irmão, quanto mais a Luz aumenta, mais a conexão à Merkabah interdimensional se faz, mais aqueles que decidiram se opor à luz opor-se-ão cada vez mais violentamente.

Que podemos nós ali?
A Luz, Unitária e Vibração, não se opõe jamais.
Ela se estabelece.

Estabelecendo-se, ela provoca não por sua culpa, mas por aqueles que a recusam, certa forma de violência, a que nós chamamos a guerra.

A Luz não pode lutar contra qualquer guerra.
A Luz se estabelece, ela não luta jamais.

A Luz não está aí para curar as feridas desta Dimensão.
A Luz não está aí para fazer desaparecer um estado de guerra.
A Luz está aí para lhes permitir descobrir sua Paz Interior e vive-la.

Mas esta Luz, que é estabelecimento de Paz e de Alegria, vai provocar reações ao oposto junto aos humanos que, justamente, recusam esta Luz, que concebem que a vida na matriz em carbono, apenas segundo os princípios de dominação e de escravidão.

O que nós podemos ali, e o que vocês podem ali?
O fenômeno de precipitação, chamado assim pelo Arcanjo Anael, é exatamente o que acontece.

A precipitação, no sentido da densificação, corresponde também a uma precipitação da colocação na luz do que devia ser colocado.

Mas aqueles que recusam a Luz não encontrarão a Paz, mas estarão na resistência com relação à Luz.

O estado de guerra é simplesmente a resistência ao estabelecimento da Paz Interior.
A Luz não vem reparar, a Luz vem se estabelecer.

Crer que a Luz vai evitar isso ou aquilo está ao oposto do que realiza a Luz.
A Luz desvenda e revela.
A Luz desconstrói.
A Luz transforma e faz desaparecer a Sombra.

Mas, para que a Sombra desapareça, é preciso já que ela seja colocada na luz e, portanto, que ela salte aos olhos e à Consciência.

É exatamente o que está acontecendo.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Irmãos e Irmãs na humanidade, eu lhes peço para acolherem minhas bênçãos, de meu Coração a seu Coração.
E eu deixo o lugar, agora, para viver, vocês, onde estão e nós, onde estamos, esse momento de Comunhão que, como vocês nós esperamos em seu espaço-tempo, todos os dias, mesmo lá do alto, em nossa Dimensão.

Eu lhes digo, então, até breve, e que a Paz se estabeleça em vocês.
Estejam na Paz.
Eu lhes dou a Paz e eu lhes dou minha Paz.
Até breve.

_____________________

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

2 comentários:

  1. Silencio e Paz é tudo que tenho a dizer.
    Namaste a todos os leitores.
    Marcelo.

    ResponderExcluir