Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

15 de ago de 2012

MARIA – 15 de agosto de 2012



Mensagem publicada em 16 de agosto, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui




Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Filhos bem amados, que a Paz e a Graça de sua Presença e de minha Presença instalem-se, em vocês e em mim.

Eu venho, hoje, perguntar-lhes e colocar-lhes esta questão: «vocês estão prontos para renascer?» e quais são, em vocês, os elementos que vão permitir-lhes responder a essa questão.

Primeiramente, e antes de exprimir-me, eu lhes peço para acolher-me ao seu lado, para que possamos estabelecer, entre nós, nossa Comunhão.

... Partilhar da Doação da Graça...

Como de hábito, eu rendo Graças, onde quer que vocês estejam sobre esta Terra, por seu trabalho.
Eu rendo Graças por sua Presença, sobre esta Terra, nestes momentos tão específicos que se abrem diante de vocês e que vão permitir-lhes viver, por si mesmos, certo número de elementos que, há numerosos anos, são-lhes dados.

O trabalho que vocês realizaram, como Ancoradores e Semeadores de Luz (e, hoje, como Liberadores da Terra), encontra um eco favorável, mesmo nesta Terra, como no mais profundo dos Céus.
Em vocês prepara-se o que se deve viver.
Então, vocês estão prontos para renascer e quais são, de algum modo, os estigmas disso?
Vocês estão, plenamente, presentes a si mesmos?
Vocês estão serenos?
Será que, de vocês, de algum modo, foram afastados todos os rancores, tudo o que pode permanecer, em vocês, que os torna pesados?
Vocês se desprenderam disso?
Vocês estão liberados disso?
Será que, em vocês, está instalada a Paz?
Aquela que lhes permitirá reencontrar, realmente, o que vocês São?
Viver, realmente, esse momento pelo qual a maior parte de vocês – que tem trabalhado – veio a esta Terra para realizar esse destino que nos é comum e que permitirá à Terra ser liberada de todo jugo, de toda predação e de todo confinamento?

Os sinais que se desenrolaram, desde que algumas de minhas Estrelas falaram-lhes deles, tornam-se, a cada dia, evidentes.
Os Cavaleiros do Apocalipse, que foram liberados, os elementos que agem sobre esta Terra são, exatamente, os mesmos que aqueles que agem em vocês, que lhes permitem – por vezes, sendo um pouco pressionados – reencontrar sua Liberdade, reencontrar o que vocês São.

Vocês estão prontos?
Estar pronto significa: não esperar, não procurar, mas estar, plenamente, instalado nesse corpo tão efêmero e que, no entanto, é esse Templo, no qual se desenrola sua Ascensão.

A Paz deve ser sua Morada quotidiana.
O que quer que se desenrole em sua vida, a título pessoal, o que quer que se desenrole em sua vida, de maneira mais coletiva, seu Ser deve permanecer o mesmo: paciente, aberto e amoroso, porque é nesse estado que vocês serão mais capazes de prosseguir essa Liberação.

Eu nada vou pedir-lhes além disso, que vocês se coloquem essa questão e vejam, claramente, em si, o que se desenrola.
O momento chegou de regularizar, de maneira definitiva e irremediável, o que pode, ainda, em vocês, frear sua própria Liberação.

O momento chegou de fazer a Paz, antes de tudo, consigo mesmos, de fazer a Paz em seu Coração, de estabelecer-se nesse Coração, recobertos do Manto Azul da Graça e percorridos pela Onda de Vida, o que lhes dá a viver – de maneira cada vez mais intensa, de maneira cada vez mais sensível – essa Morada de Paz Suprema, porque é por sua estabilidade, porque é por sua Luz – mantida, firmemente, no Ser e na Paz – que vocês permitirão ao conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, onde quer que estejam sobre esta Terra, banhar-se, ainda que apenas um mínimo, nessa Paz.

Eu não lhes esconderei que os elementos, tais como eles são revelados, há agora algumas semanas, vão viver uma aceleração importante em suas manifestações.
Isso vai desenrolar-se, também, em vocês, do mesmo modo, e deve chamá-los a estarem vigilantes.
Não com inquietação, mas, simplesmente, na Lucidez e na Clareza, instalando-se, cada vez mais, nessa Morada de Paz Suprema (que lhes é outorgada por seu trabalho, primeiro, e pelo Manto Azul da Graça e a Onda de Vida).
Tornou-se possível a vocês manter isso, quaisquer que sejam as circunstâncias, tanto Interiores como exteriores.

Lembrem-se: vocês não podem lutar contra o que está aí.
Vocês não podem opor-se ao que está aí, mas podem fazer crescer a Paz.
Vocês podem manifestar, cada vez mais, no recolhimento Interior, o que vocês São.
E essa manifestação é essencial, nos tempos que vêm e nos tempos que se desenrolam, hoje, em seus dias, em suas noites, em suas Comunhões, em seus Alinhamentos, em suas meditações.
O que quer que vocês façam de seus dias, mantenham presente, no espírito, o que vocês São, mantenham-no na Paz.
Não se deixem alterar, nem perturbar pelo que quer que seja, porque é no momento da tempestade que vocês devem estar o mais firme no que vocês São, o mais afirmados na Verdade e na Paz.

Os sinais do Céu, como da Terra vão viver uma aceleração ainda mais importante do que o que lhes havia dado – há agora um mês – a Estrela SNOW (ndr: sua intervenção de 19 de julho de 2012).
Vocês vão reforçar a Luz que emana de vocês, sem o querer, sem o desejar, mas, simplesmente, estabelecendo essa Paz, de maneira ainda mais intensa, ainda mais evidente, ainda mais palpável.
Tudo decorrerá daí: de sua capacidade para manterem-se nesse estado de Paz, quaisquer que sejam suas atividades, vocês recolherão – e vocês, e o conjunto da Humanidade – os benefícios disso.

Isso será um bálsamo que lhes evitará serem chocados pelas circunstâncias e eventos que, agora, concernem à quase totalidade da Humanidade, onde quer que vocês estejam sobre esta Terra.
Não se deixem carregar, de qualquer forma, pelos elementos de natureza contrária à Luz.
O que quer que seus olhos vejam, o que quer que seus ouvidos ouçam, quaisquer que sejam os humores que os atravessem, lembrem-se de que vocês São a Paz, de que vocês São, vocês mesmos, a Morada de Paz Suprema, e que vocês podem, eu repito, como havia dito o Arcanjo MIGUEL, no início de seu mês de julho (ndr: sua intervenção de 4 de julho de 2012), contar conosco.

Não se esqueçam de chamar-nos.
Não se esqueçam de pedir-nos, simplesmente, nossa Presença ao seu lado.
De nossa Comunhão, a Paz crescerá.
De nossa Comunhão, vocês assistirão e viverão o que têm a viver, sem serem afetados porque, lembrem-se de que o que vem não é, de maneira alguma, nem um castigo, nem um julgamento, mas sua Ressurreição, seu Renascimento na Verdade e na Eternidade.

Lembrem-se de que, o que quer que vocês tenham a viver, que o mais importante não é o que vocês vivem sobre esta Terra, mas o que vocês vivem no que vocês São: em seu Templo, na Comunhão a mim mesma ou a uma das Estrelas que lhes é querida.

O conjunto de estruturas que devia permitir-lhes passar esse curso está, agora, plenamente ativo em vocês.
Há apenas que ter consciência disso.
Há apenas que torná-lo cada vez mais evidente.
E isso depende apenas de vocês.
Isso não dependerá, jamais, de uma circunstância exterior, qualquer que seja.
Isso não dependerá, jamais, de alguém mais, mas apenas de vocês mesmos.

Então, vocês estão prontos?
Vocês estão na Paz?
Vocês são capazes, qualquer que seja o evento que lhes aconteça, hoje, de manter essa Paz?
Nas pequenas coisas da vida que vocês têm, todos, a viver, se vocês conseguem manter essa Paz, não deixar-se arrastar por suas próprias emoções, pelas emoções de seus próximos, e manter essa Morada de Paz Suprema, então, vocês estão prontos.

Se, em vocês, os medos que podem manifestar-se são olhados como algo que não lhes pertence mais, então, eles se afastarão e a Paz crescerá.
Qualquer que seja o alarido do mundo, quaisquer que sejam as manifestações possíveis desse corpo, se a Paz está aí, vocês não serão, de maneira alguma, afetados pelo que quer que seja.

O Manto Azul da Graça, a Onda de Vida (para aqueles de vocês que a vivem), as Coroas Radiantes, sua própria consciência e seu estado são elementos que, eu diria, essenciais para atravessar este período, porque vocês vão atravessá-lo.

Meu Apelo já ecoa para inúmeros de vocês.
Vocês são cada vez mais numerosos a terem sido chamados, à noite, por seu nome.
Isso deveria colocá-los, ainda mais, na Alegria e instalá-los, de maneira ainda mais duradoura, na Morada de Paz Suprema.
E, para aqueles de vocês que ainda não foram chamados, lembrem-se de que, a um dado momento, eu chamarei o conjunto da Humanidade a viver sua Ressurreição.

Ninguém poderá ignorar meu Apelo.
Ninguém poderá dele subtrair-se.
Esse Apelo será acompanhado pelos Sons do Céu e da Terra, pela Presença, em seus Céus, cada vez mais importante, de nossos Irmãos e Irmãs das Estrelas, que vêm e acorrem de todas as partes para assistir ao que vocês têm a viver.

O conjunto de elementos que se desenrolam, em vocês, e que lhes é dado a ver, perceber, é bem real.
Há alguns anos, dois grandes Seres exprimiram-se, através desse Canal, concernente à conclusão de um ciclo (ndr: ver as intervenções de SERETI e ORIONIS, na rubrica «mensagens a ler»).
E lembrem-se de que a conclusão de um ciclo pode ser vista ou como um fim, ou como um nascimento e que, aí também, se a Paz está instalada em vocês, vocês viverão o que poderiam nomear um fim como uma verdadeira libertação e que é, de fato, apenas seu verdadeiro re-Nascimento.

Cultivem a Paz e seu Nascimento acontecerá da maneira a mais leve, da maneira a mais suave, que contrasta, por vezes, com as convulsões da Terra e as convulsões do Céu.
De sua capacidade para estabelecer-se nessa Paz, vocês aplainarão, de algum modo, essas convulsões.

Vocês trabalharão, cada vez mais, de maneira consciente.
Essa Obra consiste, simplesmente, em deixar seu Ser, sua Consciência e esse corpo denso serem atravessados pela Luz, seja pelos pés, pela cabeça, pelo Coração ou por esse corpo inteiro.

O que há a viver é Alegria, porque é a Liberação.
Vocês entraram nesses tempos específicos.
Há numerosos meses, minhas Estrelas e eu mesma temos levado vocês a viver certo número de coisas: a viver sua própria capacidade para gerar sua própria Paz e para estabelecer-se nessa Paz.
Vocês estão, agora, às portas dessa mudança.
E lembrem-se de que vocês não estão, jamais, sós.
Para inúmeros de vocês, nós demos a prova e a certeza disso porque, quando vocês nos chamam, nós estamos aí, ao seu lado, acariciando sua face, manifestando nossa Presença ao seu lado esquerdo e chamando-os, por vezes, por seu nome.

Tudo isso são os sinais os mais importantes (bem mais do que o que seus olhos verão e do que seus ouvidos ouvirão nesse mundo), que os chamam a voltar-se, sempre mais, para a Paz.
Para fazer a Paz consigo, mas, também, para fazer a Paz com todos os seus Irmãos e Irmãs que, de momento, não podem aceitar, não podem crer e não podem viver o que vocês vivem.

Todos terão necessidade de vocês todos.
Eles terão necessidade de sua Paz.
Eles terão necessidade de seu Amor.
O que vocês têm a fazer é, simplesmente, fazer crescer essa Paz, chamar-nos, cada vez mais frequentemente, ao seu lado, Comungar, cada vez mais, conosco, para não serem afetados pelo que pode, habitualmente, afetar um ser humano que não está na Confiança conosco, que não está em Comunhão conosco.

Tudo o que devia ser realizado o foi.
Tudo o que devia ser Liberado, tanto sobre a Terra como no Céu, o foi.
Resta-lhes, agora, coletivamente, atravessar essa Porta: aquela que corresponde ao que o Bem Amado João (ndr: SRI AUROBINDO) havia chamado, há quase dois anos, o Choque da Humanidade (ndr: sua intervenção de 17 de outubro de 2010).

Lembrem-se de que, o que quer que vivam seus próximos, o que quer que vivam seus Irmãos e suas Irmãs do outro lado da Terra, o elemento o mais importante é a Paz: a sua, porque sua Paz regá-los-á da mesma Paz e será – para esses Irmãos e essas Irmãs, como para seus próximos – o elemento o mais importante, para eles e para a Terra.

Nessa segunda parte deste ano que vocês vão viver é a parte a mais rude, mas, ao mesmo tempo, a mais importante e a mais bela que vocês têm a viver sobre esta Terra.
Muitos elementos, muitos contatos serão estabelecidos entre vocês e nós, entre vocês e seus Irmãos das estrelas, de maneira cada vez mais sensível.
Eu diria, cada vez mais evidente e flagrante.

Através disso, vocês dali extrairão, também, ainda mais Paz, ainda mais Luz, ainda mais força e ainda mais certeza.
Não se preocupem com nada mais.
Não é mais tempo de elaborar hipóteses, porque os tempos foram tanto e tanto reduzidos que o tempo de Passagem dessa Porta reduziu-se à sua mais simples expressão até o momento de meu Apelo.
E quanto mais meu Apelo sobrevir de maneira deslocada em seu tempo deste ano, mais vocês podem estar seguros de que a Passagem efetuar-se-á de maneira rápida e sem problema algum.

Então, sim, mais do que nunca, tenho vontade de perguntar-lhes: «vocês estão prontos?».
E, sobretudo: cultivem sua Paz, cultivem seus momentos na natureza, cultivem seus momentos nos quais vocês estão em Comunhão com os elementos e, também, cultivem a Paz entre vocês, cada vez mais, porque tudo decorrerá daí.

Existem vários modos de passar uma porta: com estardalhaço ou sem estardalhaço.
E isso depende apenas de vocês.
A Luz e os sinais do Céu e da Terra não estão aí para dar-lhes medo, nem para aterrorizá-los, mas, realmente, concorrem para a Liberação e para essa Passagem de Porta.

Vocês devem, apenas, como dizia um dos Anciões, ficar tranquilos, estar conscientes e lúcidos do que se desenrola, tanto em vocês como ao seu redor, e acolher isso com Graça e leveza.
Nada procurar, nada esperar, nada projetar, mas, simplesmente, estar aí e, verdadeiramente, aí.

O que quer que vocês tenham que levar em sua vida, estejam aí, presentes a si mesmos.
Estejam aí, plena e inteiramente.
Se vocês aceitam esse simples conselho, então, constatarão, muito rapidamente, que, o que quer que aconteça e advenha (a esse corpo, aos seus próximos, a si mesmos, à Terra), vocês sairão disso, não, unicamente, ilesos, mas regenerados.

Prestem atenção – aqueles de vocês que já foram chamados – ao que vai desenrolar-se em suas noites, às Presenças que vão aproximar-se de vocês: Presenças de Luz que se traduzem – como sabem, porque isso foi perfeitamente explicado pelo Bem Amado João – pelo reforço de seu Som no ouvido esquerdo, no Canal Mariano (ndr: ver a intervenção de SRI AUROBINDO, de 21 de maio de 2012).
Prestem atenção ao que nós temos a dizer-lhes.
Prestem atenção ao que, em seus momentos de Paz, vocês se dizem, a si mesmos, quando vocês estão perfeitamente alinhados, para além de qualquer imagem, para além, mesmo, de ouvir seu nome.

Quando eu digo: «prestem atenção», é seguir as linhas as mais fáceis.
Porque a Luz, vocês sabem disso, é Inteligência.
Porque a Luz é evidência.
E, se vocês se calcam nisso, então, tudo o que terão a efetuar como ação – qualquer que seja essa ação – desenrolar-se-á com a maior das facilidades, a maior, aí também, das evidências.

Cultivando a Paz vocês estarão, cada vez mais, na Paz, e estarão, de algum modo, cada vez mais informados do que se desenrola.
Busquem nosso contato: peçam-no.
Busquem a natureza: vão a ela.
Qualquer que seja o elemento dessa natureza que os atraia, vão a ela: seja a água, sejam os vegetais, os animais, as rochas, pouco importa.
Não resistam ao apelo da natureza.
Não resistam ao que decorre de sua Paz e que os chama, talvez, para os últimos reajustes, para as últimas transformações.
Porque da aceitação disso decorrerá a facilidade.
Vocês se aperceberão disso muito facilmente, muito rapidamente, porque a Luz é Inteligência, mas, também, ela é simples e, se vocês se conformam à Luz, então, sua vida tornar-se-á cada vez mais simples, quaisquer que sejam essas circunstâncias que vocês nomeiam exteriores.

Estejam vigilantes, não no sentido de uma inquietação, não no sentido de uma espera, mas, efetivamente, na Clareza do que lhes oferece a viver a Luz e sua vida, nesses instantes específicos.

Como vocês, talvez, saibam, muito numerosos elementos estão transformando-se.
Eles se transformam sob a ação da Luz, sob a ação da Onda de Vida que nasceu no Núcleo Cristalino da Terra.
Tudo isso nós temos dito, nós temos repetido.

Muitos de vocês estão aqui, sobre esta Terra, unicamente por essa razão: essa Passagem.
Muitos nomes poderiam ser-lhes dados, mas eles não têm qualquer importância, porque o importante não é ser nomeado no que vocês são, mas vivê-lo, realmente, em seu Coração, para além de qualquer definição, para além de qualquer dogma e de qualquer referência.

Vocês podem contar conosco, como nós sabemos que podemos contar com vocês, em seu Alinhamento, em sua Paz.
Nós nada mais lhes pedimos do que irradiar o que vocês São, do que estarem, vocês mesmos, nessa Paz e nessa Alegria.
Nenhuma sombra pode interferir com a Luz.
Nenhuma sombra pode desviar o que se revela sobre a Terra.

A Fusão dos Éteres, o Manto Azul da Graça (que recobriu a Terra e seus ombros) trabalham, agora, de maneira contínua.
Contentem-se, vocês também, de ser essa Paz, contínua e permanente.

O tempo dos conflitos, no Interior de vocês, está resolvido.
E tudo o que será dado a ver e a ouvir, sobre esta Terra (mesmo se possa parecer-lhes estar em conflito ou ser violento) é, de fato, apenas a progressão da Luz e o retorno da Terra aos Mundos Unificados.
Lembrem-se, eu repito, de que tudo decorre e decorrerá de sua qualidade de Paz Interior, de sua qualidade de contato e de Comunhão conosco.
Todo o resto será outorgado à profusão e à vontade.
Então, não se inquietem com nada.

Quanto mais o tempo passa (o tempo desta Terra), mais ele se aproxima dessa Passagem.
E quanto mais o tempo dura, mais essa Passagem far-se-á, coletivamente, na suavidade.
Eu já lhes disse que tudo o que havia sido anotado e escrito pelos profetas está amplamente, hoje, transcendido.
E tudo isso é muito mais leve.

Nós os chamaremos cada vez mais frequentemente.
Nós os contataremos cada vez mais frequentemente, até o momento em que julgarmos – como vocês julgarão – que são suficientemente numerosos a viver esse Apelo e essa Paz para manifestar-nos a vocês, de maneira coletiva.
Mas, para isso, vocês serão prevenidos, vocês sabem, alguns dias antes.

Sigam seu caminho.
Sigam sua vida.
Realizem o que há a realizar, sem preocupar-se com isso.
Pensem, simplesmente, em sua Paz.
Pensem, simplesmente, em nossas Comunhões, em nossas Fusões e verão, por si mesmos, que tudo isso se desenrolará na maior das Alegrias.

Nós sabemos que podemos contar com um número cada vez maior de Irmãos e de Irmãs, de Filhos, para manifestar isso.
Isso não é um esforço, mas é, como eu disse, uma vigilância.

Os tempos que se desenrolam veem a revelação dos Cavaleiros.
Eles veem, também, o fim das resistências à Luz.
Quaisquer que sejam as causas disso (dessas resistências), quer elas estejam em vocês, em seus próximos ou em algumas organizações desta Terra, não se inquietem com isso.
A Inteligência da Luz estará cada vez mais no trabalho e, isso, de maneira cada vez mais flagrante.

Estejam nessa Alegria, porque o tempo chegou e, quanto mais esse tempo dura, mais a Alegria será maior.

Muitos elementos que haviam sido dados – há alguns anos, antes de seu retorno à sua esfera de origem – por ORIONIS, antes que ele cedesse o lugar ao Comandante atual (ndr: Omraam Mikaël AÏVANHOV), foram-lhes dados bem antes das Núpcias Celestes e atualizam-se agora (ndr: ver as intervenções de ORIONIS, de 2005 a 2009).
Então, sim, como dizia o Comandante, há mais de um ano: «tudo está consumado» (ndr: intervenção de O.M. AÏVANHOV, de 2 de abril de 2011).

As três últimas sessões do Manto Azul da Graça realizaram todos os nossos objetivos e todos os seus objetivos (ndr: nas quintas-feiras 5, 12 e 19 de julho último).
O que devia ser Liberado – tanto em vocês como em suas relações, como sobre a Terra – foi Liberado.
A Terra respondeu «sim», vocês sabem, a partir do instante em que a Onda de Vida saiu de seu Núcleo.

Esses tempos que se desenrolam vão fazê-los fazer, também, de certa maneira, descobrir novos modos de comunicar-se entre si e entre nós.
Maneiras mais diretas, que não passam pelo filtro dos pensamentos, que não passam pelo filtro do cálculo, do medo ou da dúvida.
Porque essas novas relações estabelecem-se de Coração a Coração, e não têm mais necessidade do filtro mental e de palavras, passam de qualquer suposição e de qualquer interpenetração.

Essa nova maneira de comunicar-se, entre nós e entre si, tornar-se-á cada vez mais acessível e, aí também, cada vez mais evidente, a partir do instante em que vocês mantêm a Morada de Paz Suprema.
Progressivamente, vocês constatarão que, mesmo o que havia sido nomeado «Interior» e « exterior » (o que acontece em vocês e o que acontece nesse mundo e sobre esse mundo) são, de fato, a única e mesma Verdade; que as distâncias entre vocês, entre nós, entre vocês e a Terra, entre vocês e o que se desenrola sobre a Terra, essa separação entre o Interior e o exterior é arbitrária, e existirá cada vez menos.
Tudo isso lhes aparecerá de maneira cada vez mais clara, tão evidente que, ao final de muito pouco tempo, tudo o que podia permanecer, em vocês, de medos e de dúvidas, desaparecerá, sem qualquer intervenção de sua parte e sem qualquer decisão de sua parte, porque a Majestade da Luz, a Majestade de nossas Comunhões e de nossas comunicações mostrará e demonstrará a vocês que algo é novo e que esse algo de novo preenche-os, ainda mais, de Paz e de plenitude.

Então, sim, vocês estão prontos.
Vocês estão prontos assim que a Paz esteja aí.
Vocês estão prontos assim que não haja mais interrogação sobre o amanhã, qualquer que seja sua situação, qualquer que seja sua localização sobre esta Terra.
Quer vocês sejam, ou não, afetados pelos elementos, vocês encontrarão, em si, todos os recursos, porque, porque não farão mais diferença entre o dentro e o fora.
Vocês se tornarão, de algum modo, permeáveis e Transparentes.
E é nessa Transparência que se encontram a Humildade e a Simplicidade.
Não a Transparência de palavras, não a Transparência de relações normais e habituais (tais como vocês têm conhecido), mas, efetivamente, essa tonalidade específica, de momento, ainda sutil, mas que se torna cada vez mais perceptível.

Então, sim, vocês estão prontos, a partir do instante em que se tenham prontos.
E ter-se pronto nada mais é do que manifestar a Paz.
Nada mais é do que estabelecer nossas Comunhões, nossas comunicações, nossas Fusões, entre nós e vocês e, eu repito, entre vocês, aqui, sobre esta Terra.

Não se esqueçam de respirar.
Não se esqueçam de sentir-se viver, através, tanto de suas Vibrações como de sua Consciência ou, ainda (para aqueles que viveram isso), esse estado de Dissolução no Absoluto.

Cada vez mais numerosos, vocês começam a perceber momentos nos quais tudo lhes parece desaparecer, nos quais seu corpo não responde mais, nos quais seu mental não responde mais.
Nesses momentos, saibam, também, que vocês são chamados, pela Terra e o Céu, à sua Eternidade.

Então, não resistam.
Estejam alinhados, estejam presentes, estejam vigilantes e deixem-se levar por essa Onda.
Assim, vocês estarão na exata ação e na exata retribuição do que vocês realizaram até o presente.

Então, sim, vocês estão prontos se, em vocês, tudo o que podia ser conflito ou resistência, parece-lhes afastar-se, a cada dia um pouco mais, de seus pensamentos, de suas ações.
Então, sim, vocês estão prontos se sua serenidade está aí e se ela não pode ser contaminada por qualquer questionamento, qualquer interrogação.

Então, sim, vocês estão prontos, se estão em seu corpo, em sua vida, em seu presente.
É o único modo de não dar tomada a algo de oposto à Luz.
É o único modo de manifestar sua Unidade e, pra alguns de vocês, esse Absoluto.
Assim, vocês consumarão, inteiramente, o por que vocês estão, hoje, sobre a Terra.

Durante seus momentos de Alinhamento (para aqueles que os prosseguem, às 19 horas, hora francesa), nós estaremos, aí também, cada vez mais presentes ao seu lado (ndr: ver a rubrica “protocolos prioritários / Comunhão Coletiva ao Manto Azul da Graça e à Onda de Vida”).

Vocês nada terão a pedir-nos: nós estaremos aí, a partir do instante em que entrarem nesse Alinhamento coletivo.
Vocês são, aliás, cada vez mais numerosos a sentir nossas Presenças, durante esses momentos, independentemente de nosso Apelo noturno.

A cada dia, de onde estamos, nós vemos cada vez mais Irmãos e Irmãs, meus Filhos, que capitulam e abrem-se para a Luz e que vivem essa Luz, ilustrando, assim, o que nós havíamos dito, com o Arcanjo MIGUEL, concernente às três últimas sessões do Manto Azul da Graça: cada vez mais Irmãos e Irmãs abrem-se para a possibilidade da Liberdade e da Liberação.

O Céu e a Terra vão dar-lhes razão.
Ninguém poderá contestar, dentro de muito poucos dias, a realidade e a Verdade do que havia escrito o Bem Amado João e do que lhes havia dito ORIONIS, no ano precedente às Núpcias Celestes, nesse mesmo dia 15 de agosto, que eu os convido a reler, atentamente (ndr: sua intervenção de 8 de agosto de 2008).

Aí estão as simples palavras que eu tinha a pronunciar.
O mais importante é nossa Comunhão, que nós estabelecemos agora.
Eu voltarei visitá-los em alguns dias para, eventualmente, responder às suas interrogações concernentes a esse tempo que vocês têm a viver, porque estou certa de que, durante esses alguns dias, vocês vão pôr em prática o que eu lhes perguntei e vocês constatarão, então, muito rapidamente, os efeitos, muito mais do que puderam sentir até hoje.

Eu abençôo sua Presença.
Eu rendo Graças à sua Graça.
E eu lhes digo até alguns dias.

Vivamos, juntos, um momento mais intenso, além da Comunhão, na Fusão e na Dissolução de nossa Unidade comum.

... Partilhar da Doação da Graça...

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Até alguns dias.
Até breve.
________________________________________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

4 comentários:

  1. Então, vocês estão prontos?
    Vocês estão na Paz?
    "Vocês são capazes, qualquer que seja o evento que lhes aconteça, hoje, de manter essa Paz?
    Nas pequenas coisas da vida que vocês têm, todos, a viver, se vocês conseguem manter essa Paz, não deixar-se arrastar por suas próprias emoções, pelas emoções de seus próximos, e manter essa Morada de Paz Suprema, então, vocês estão prontos."
    Olá a todos, ontem e hoje, o canal mariano está super ativo em mim, dirigindo ou realizando qualquer tarefa, o canal mariano, as coroas, o ponto AL do nariz está ativo, e a Paz é um estado fundamental, também.
    Um abraço a todos, estamos juntos, somos UM.

    ResponderExcluir
  2. Vocês estão prontos? Estar pronto significa: não esperar, não procurar, mas estar, plenamente, instalado nesse corpo tão efêmero e que, no entanto, é esse Templo, no qual se desenrola sua Ascensão <> Eu não lhes esconderei que os elementos, tais como eles são revelados, há agora algumas semanas, vão viver uma aceleração importante em suas manifestações <> Qualquer que seja o alarido do mundo, quaisquer que sejam as manifestações possíveis desse corpo, se a Paz está aí, vocês não serão, de maneira alguma, afetados pelo que quer que seja <> Essa Obra consiste, simplesmente, em deixar seu Ser, sua Consciência e esse corpo denso serem atravessados pela Luz, seja pelos pés, pela cabeça, pelo Coração ou por esse corpo inteiro <> Nessa segunda parte deste ano que vocês vão viver é a parte a mais rude, mas, ao mesmo tempo, a mais importante e a mais bela que vocês têm a viver sobre esta Terra <> Não é mais tempo de elaborar hipóteses, porque os tempos foram tanto e tanto reduzidos que o tempo de Passagem dessa Porta reduziu-se à sua mais simples expressão até o momento de meu Apelo <> Tudo o que será dado a ver e a ouvir, sobre esta Terra (mesmo se possa parecer-lhes estar em conflito ou ser violento) é, de fato, apenas a progressão da Luz e o retorno da Terra aos Mundos Unificados <> Vocês estão prontos assim que a Paz esteja aí. Vocês estão prontos assim que não haja mais interrogação sobre o amanhã, qualquer que seja sua situação, qualquer que seja sua localização sobre esta Terra.

    ResponderExcluir
  3. Maria, nos presenteou, com um 'Manual', uma 'Cartilha', para o momento atual. Só por isso, já sentimos, o quanto a Graça, nos toca. Alguns itens:

    "Em vocês prepara-se o que se deve viver.
    Viver, realmente, esse momento pelo qual a maior parte de vocês – que tem trabalhado – veio a esta Terra para realizar esse destino que nos é comum e que permitirá à Terra ser liberada de todo jugo, de toda predação e de todo confinamento?
    Estar pronto significa: não esperar, não procurar, mas estar, plenamente, instalado nesse corpo tão efêmero e que, no entanto, é esse Templo, no qual se desenrola sua Ascensão.
    A Paz deve ser sua Morada quotidiana.
    O que quer que se desenrole em sua vida, a título pessoal, o que quer que se desenrole em sua vida, de maneira mais coletiva, seu Ser deve permanecer o mesmo: paciente, aberto e amoroso, porque é nesse estado que vocês serão mais capazes de prosseguir essa Liberação.
    Não se deixem alterar, nem perturbar pelo que quer que seja, porque é no momento da tempestade que vocês devem estar o mais firme no que vocês São, o mais afirmados na Verdade e na Paz. (Não trair)
    ...de sua capacidade para manterem-se nesse estado de Paz, ...
    Não se esqueçam de chamar-nos.
    Não se esqueçam de pedir-nos, simplesmente, nossa Presença ao seu lado.
    De nossa Comunhão, a Paz crescerá.
    De nossa Comunhão, vocês assistirão e viverão o que têm a viver, sem serem afetados porque,...
    Qualquer que seja o alarido do mundo, quaisquer que sejam as manifestações possíveis desse corpo, se a Paz está aí, vocês não serão, de maneira alguma, afetados pelo que quer que seja.
    O Manto Azul da Graça, a Onda de Vida (para aqueles de vocês que a vivem), as Coroas Radiantes, sua própria consciência e seu estado são elementos que, eu diria, essenciais para atravessar este período, porque vocês vão atravessá-lo.
    Vocês estão, agora, às portas dessa mudança.
    Todos terão necessidade de vocês todos.
    Eles terão necessidade de sua Paz.
    Eles terão necessidade de seu Amor.
    Nessa segunda parte deste ano que vocês vão viver é a parte a mais rude, mas, ao mesmo tempo, a mais importante e a mais bela que vocês têm a viver sobre esta Terra.
    Muitos de vocês estão aqui, sobre esta Terra, unicamente por essa razão: essa Passagem.
    Contentem-se, vocês também, de ser essa Paz, contínua e permanente.
    E quanto mais o tempo dura, mais essa Passagem far-se-á, coletivamente, na suavidade.
    Esses tempos que se desenrolam vão fazê-los fazer, também, de certa maneira, descobrir novos modos de comunicar-se entre si e entre nós."

    Tenho uma desconfiança que os corpos, possam agitar-se diante de um evento, porém, tenho a convicção, que eu não sou esses corpos...Abençoa-los, Agradecer, por tanta prontidão e apenas confirmar, o Absoluto, e essa disponibilidade Sagrada, Arcangélica, Estrelas, Maria, Anciões, Majestade da Luz prontos para nos auxiliar... E a irmã Alegria certamente aparecerá 'Feliz', na nossa 'Passagem'. Amém.
    Noemia

    ResponderExcluir
  4. "Há alguns anos, dois grandes Seres exprimiram-se, através desse Canal, concernente à conclusão de um ciclo( SERETI e ORIONIS ).
    E lembrem-se de que a conclusão de um ciclo pode ser vista ou como um fim, ou como um nascimento e que, aí também, se a Paz está instalada em vocês, vocês viverão o que poderiam nomear um fim como uma verdadeira Libertação e que é, de fato, apenas seu verdadeiro re- Nascimento.
    "Muitos de vocês estão aqui, sobre esta Terra, unicamente por essa razão: essa Passagem.
    "Vocês estão prontos, se estão em seu corpo, em sua vida, em seu Presente.
    É o único modo de não dar tomada a algo de oposto à Luz.
    É o único modo de manifestar sua Unidade e, para alguns de vocês, esse Absoluto."
    "Assim, vocês consumarão, inteiramente, o por que vocês estão, hoje, sobre a Terra."
    PAZ!

    ResponderExcluir