Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

1 de nov de 2012

MARIA – 1 de novembro de 2012.

Mensagem publicada em 2 de novembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.




Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui


(GRAVAÇÃO REALIZADA A PARTIR DO TEXTO ORIGINAL FRANCÊS, SUJEITA, PORTANTO, A CORREÇÕES QUANDO DA TRANSCRIÇÃO).



Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui




Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra.
Filhos bem-amados, partilhemos, primeiramente, um espaço de Presença e de Amor.

... Partilhar da Doação da Graça...

Eu venho a vocês, neste primeiro dia de seu mês de novembro, para dizer-lhes que a Verdade está aí.
E que dessa Verdade vocês tem vivido as manifestações, já, devido à sua abertura e sua capacidade para viver, perceber e sentir os espaços de reencontro, entre nós, de sua capacidade para perceber a Luz (que agiu em seu corpo durante esses anos que vocês acabam de viver).

O Manto Azul da Graça permitiu-lhes refinar e tornar, de algum modo, mais tangíveis, nossos reencontros.
A Verdade que está aí decorre, diretamente, da Presença da Luz, em vocês, e do reencontro da Luz com o conjunto da Terra.
Contudo, essa Verdade (apesar dos sinais abundantes do Céu e da Terra) será, sempre, recusada ou negada pelo conjunto de meus Filhos que estão, ainda, inscritos nas limitações de sua vida e nas ocupações de sua vida.
Tanto mais que inúmeros ensinamentos e informações, que têm sido comunicados sobre esta Terra, não têm, sempre, sido os mais adequados para prepará-los para esse mês de novembro.

Vocês sabem, a partir de seu Alinhamento desta noite, o Arcanjo URIEL, Anjo da Presença, Anjo da Passagem e Anjo da Última Hora (ndr: ver sua intervenção de 30 de outubro de 2012) estará ao seu lado e em vocês, acrescentando, de maneira forte, o que vocês São, a esse corpo que está aqui, presente sobre a Terra.
A multiplicação de sinais ligados aos elementos, tanto em vocês como sobre a Terra, vai atingir um novo patamar de desenvolvimento que é diretamente ligado à nossa Presença, é claro, á sua, também e, sobretudo, à aproximação da Irradiação da FONTE.

É claro, entre vocês, há todos os Irmãos e Irmãs que nada veem do que se desenrola.
E como poderiam ver, na medida em que muitos elementos desta vida foram agenciados de tal modo, que jamais esses Irmãos e essas Irmãs que ainda não estão abertos pudessem imaginar essa Verdade que está aí?
E, no entanto, virá, efetivamente, um momento no qual essa Verdade será a mesma, para todos.
Ela se estabelecerá, a um dado momento, de maneira amplamente visível.
Mas, mesmo durante esses momentos aqueles de nossos Irmãos e Irmãs, meus Filhos, que não querem ver, desviar-se-ão.
É nesse sentido que meu Anúncio não deve fazer distinção entre cada um de meus Filhos.

O Arcanjo URIEL vem, durante seus Alinhamentos, permitir-lhes ajustar-se ao mais próximo do que vocês São, o que lhes dá a viver, ainda, e sempre mais, manifestações nesse corpo que traduzem a modificação dos próprios elementos que os constitui.
A reatualização dos elementos (ou, se preferem, sua colocação em conformidade com a origem, antes de qualquer amputação) vai traduzir-se, em seu corpo, por uma amplificação essencial da percepção do Canal Mariano e do Canto que a ele é ligado.
Muitos sinais vão desenrolar-se em seu peito, eu não voltarei a isso.

Paralelamente, os sinais da Terra e de seu parto tornar-se-ão cada vez mais patentes, cada vez mais potentes e cada vez mais gritantes de verdade.
Nossas aparições, em seus Céus, tornar-se-ão legião.
O conjunto de elementos da Terra, através da ação dos Cavaleiros vai, também, multiplicar-se, dando modificações sobre a Terra, cada vez mais densas e importantes.

Do mesmo modo que isso se desenrola em vocês, a Verdade que está aí não poderá mais escapar, para vocês que já a vivem.
Vocês estão a cavalo sobre dois mundos, a cavalo sobre dois estados.
É exatamente isso que a Terra, também, vai criar.
A Liberação da Terra, o desaparecimento das Linhas de Predação, permitem tudo o que se desenrola atualmente.

A Verdade que está aí lhes concerne, é claro, a todos, sem exceção, mesmo se, de momento, só aqueles de vocês que vivem intensamente nossos Reencontros, nossos Contatos, a Onda de Vida e o Manto Azul da Graça, estejam conscientes do que se desenrola.
Todos os outros, de momento, não podem imaginar qualquer modificação importante, porque eles não as vivem, simplesmente, porque o caminho deles quis que, até o extremo limite, eles estivessem na ignorância do que eles são, realmente, e na ignorância de nossa Presença.
Mas, durante este mês de novembro, tudo isso vai mudar, de maneira cada vez mais evidente e percuciente, para todo o mundo.

Pela ação dos elementos, em vocês, pela revelação de seu Coração Ascensional, assim como da Merkabah da Terra, pelo Canal Mariano individual e aquele da Terra, desenrola-se uma transformação Terrestre.
Essa transformação é uma nova Terra, em formação, que conduz a Terra a Vibrar em outras oitavas de frequência, que nada mais têm a ver com o que vocês conhecem.

É claro, vocês que o vivem também, em vocês, em sua carne e em sua consciência (mesmo se vocês não consigam, sempre, ali colocar as palavras adequadas), vocês sabem, pertinentemente, que a amplitude de diversas manifestações que nós temos proposto e descrito, e que vocês vivem, inscreve-se muito logicamente, nessa mudança específica, nessa metamorfose.

Sua metamorfose e a metamorfose da Terra vão, portanto, acelerar-se, a partir de hoje.
O que lhes foi dado a ver, o que lhes foi perceptível (para vocês, em vocês) desde o desaparecimento das Linhas de Predação, é uma prévia da ação dos Cavaleiros.
Eu os lembro de que minha Irmã Estrela SNOW havia descrito a ação desses Cavaleiros (ndr: suas intervenções de 19 de julho e 18 de outubro de 2012).
Ela havia dito também que se vocês estão “tranquilos”, se vocês estão conscientes das Vibrações que os animam, então, os Cavaleiros participariam, em vocês, nessa última abertura, de algum modo, para essa finalização de todo o trabalho que foi realizado.
Minha Irmã Estrela SNOW voltará, aliás, para dar-lhes alguns elementos concernentes a esses Cavaleiros, ativos em vocês, cada vez mais, como sobre a Terra (ndr: sua intervenção de 01 de novembro de 2012).

Eu os lembro de que durante esse período, o que vocês vivem, é-lhes próprio, mesmo se vocês sejam sempre mais numerosos a viver as mesmas coisas, a perceber as mesmas Presenças, a reconhecer-se e a viver estados importantes de sua consciência.
Mas lembrem-se, também, de que muito numerosos Irmãos e Irmãs, ao seu redor, não têm essa oportunidade de viver o que vocês vivem.
Portem sobre eles um olhar simples, sem comparação.
E, simplesmente, sendo o que vocês São, ao lado deles, vocês iluminarão o que deve sê-lo.
Isso não depende de vocês, mas unicamente desse Novo que está aí, para vocês.

O tempo desse mês de novembro é, portanto, um conjunto de preparativos.
Preparativos que os conduzirão ao nosso encontro e que vão, agora e já, dar-lhes os sinais, patentes e evidentes, do Alhures, do que está além do hábito de suas vidas.

Já, a revelação de suas Linhagens, os sonhos que vocês têm, os Reencontros que fazem, estão aí para reforçar, não qualquer crença, mas reforçar, realmente, uma forma de enraizamento, de enraizamento na multidimensionalidade e na Verdade que está aí.
Essa Verdade que está aí, que todos os artifícios deste mundo tentaram esconder até o último minuto, porque (é claro, vocês sabem) o medo faz parte da vida, nesse mundo no qual vocês estão.

Mas lembrem-se de que seu Reino não é desse mundo e que, justamente, o que vem é seu Mundo e seu Reino.
E ele lhes concerne, antes de tudo, a vocês, e vocês sozinhos, porque há numerosas Moradas na Morada do Pai, porque vocês não vêm, todos, do mesmo lugar (mesmo se sejam feitos da mesma carne).
Então, é claro, em relação a isso, há a questão da tolerância que vai colocar-se: de deixar cada um, viver o que ele tem a viver, no respeito de sua Liberdade, no respeito mesmo de suas crenças.
Porque as crenças fazem parte do confinamento e porque as crenças podem levar alguns Irmãos e Irmãs a desviar-se da Luz e a ver a Luz como um perigo, como algo que põe fim à outra coisa (e é efetivamente o caso).

Mas pensem naqueles de vocês que não querem essa outra coisa, porque a aspiração deles não é a mesma, porque suas convicções e suas crenças levam-nos a qualquer outra coisa que não a Liberdade, mesmo se eles serão Liberados.
Então, deixem-nos viver este período em toda autonomia.
Contentem-se de estar aí.
Contentem-se de ser Amor.
Contentem-se de viver o que vocês, vocês, têm a viver.
A ação da Luz far-se-á por si mesma, para eles, no tempo e na hora deles.

A Verdade que está aí é extremamente fácil de viver, para aqueles que a vivem, porque essa Verdade é repleta de Amor, de um Amor incomensurável e que, estritamente, nada tem a ver com o que vocês puderam conhecer nesse mundo, mesmo nas alegrias as mais intensas.
Mas aqueles que não conhecem esse Amor, é normal que eles não vejam a mesma coisa que vocês.

Lembrem-se de que muitos de vocês têm a Visão Etérea, a Visão do Coração, a percepção de Vibrações: um conjunto de elementos que, de algum modo, reuniram-nos desde os Casamentos Celestes e, talvez, mais recentemente.
Mas todos aqueles que se fecharam, por medo, na própria vida, que fecharam os receptáculos para a Luz, eles também, no entanto, devem viver esse Reencontro, esse Juramento e essa Promessa, do mesmo modo que vocês.

E a adaptação à mudança, o ajuste a essa metamorfose e essa transformação, pode ser por vezes dolorosa, em um primeiro tempo.
Porque, efetivamente, enquanto um Irmão ou uma Irmã está do lado do confinamento, viver a Luz é doloroso, porque isso implica, efetivamente, inúmeras mudanças e perturbações para aquele, em todo caso, que ainda está apegado ao que ele nomeia a vida e aos apegos, diversos e variados, desse mundo.

Uma Alegria nova surge: uma Alegria mais intensa, ainda mais intensa, do que vocês tenham, talvez, podido viver.
A noção de Morada de Paz Suprema, de Contentamento, vai tornar-se cada vez mais flagrante e, aí também, isso pode colocar um problema em relação aos Irmãos e às Irmãs que não vivem tudo isso.

Então, sejam Humildes.
Vivam o que vocês têm a viver.
Não se escondam sem, contudo, demonstrar demasiado coisas.
Afirmem sua Luz, mas a afirmação da Luz não é pedindo ao outro para ver o que ele não pode ver, pedindo a ele para viver o que ele não pode viver, de momento, até meu Anúncio.

Contentem-se de ser o mais pacíficos possível.
No momento em que a Luz delicia-os no êxtase, banhem-se neste êxtase.
No momento em que a Luz, ou URIEL, ou eu mesma, estiver ao mais próximo de vocês, em seu Canal Mariano, vivam o que vocês têm a viver naquele momento.
É nesses Reencontros (que se tornarão cada vez mais patentes, como eu disse) que vocês encontrarão toda a força necessária para levar a efeito essa transformação, tanto a sua como aquela do conjunto do Sistema Solar.

A Verdade que está aí é perturbadora, sobretudo para tudo o que concerne à personalidade, sobretudo quando essa personalidade fez a escolha que não é aquela da metamorfose, mas a escolha de uma perpetuação, de um prosseguimento, na linearidade.
Mas isso faz parte da Liberdade desses Irmãos e Irmãs que poderão, se desejarem (mesmo se isso se tornar cada vez mais difícil), no momento do meu Apelo, voltar-se para a Luz.
Nada há a julgar.
Eu não venho julgar.
Assim como meu Filho não vem julgar: Ele vem, simplesmente, acolher aqueles que O acolhem.

E lembrem-se de que esse acolhimento não é uma crença, não é uma certeza, não é uma projeção no futuro, mas decorre, diretamente, do que vocês vivem aí, agora.
Então, sejam indulgentes e avancem para onde vocês devem avançar, fiquem o mais possível, Tranquilos e na Paz.
A Verdade que está aí vai, inegavelmente, transformá-los ainda mais.
Manifestações novas vão surgir.
Mas o mais importante continuará essa Alegria indizível que avançará (cada vez mais, se não é o caso para vocês) para o Contentamento.
Um sentimento a nenhum outro similar que supera, amplamente, qualquer sentimento humano e que os faz descobrir a imensidade do que vocês São fora desse mundo.

Tudo isso se encarna, nesse momento.
Tudo isso se vê, nesse momento.
E tudo isso se viverá nesse período, para aqueles que acolheram a Luz, de uma maneira ou de outra, e aceitaram entregar-se a Ela.

O Apelo dos Elementos em vocês vai tornar-se cada vez mais flagrante, mas eu deixarei exprimir-se sobre os detalhes disso, minha Irmã SNOW (ndr: sua intervenção de 01 de novembro).
Sigam os Elementos, quer eles estejam em vocês ou estejam situados no espaço em que vocês vivem, ou próximos de vocês.
As manifestações de um Elemento sobre a Terra, aí onde vocês estão, como em seu corpo, como vocês constatarão, vocês mesmos, serão sincrônicos.

Se o Elemento AR está presente em seu ambiente (seja por uma tempestade, por uma borrasca, ou por qualquer outro elemento ligado ao vento e ao ar), vocês sentirão, é claro, em sua carne o Triângulo do Elemento da Coroa da cabeça, assim como a zona de seu corpo que a ele corresponde.
Naquele momento será preciso vigiar para integrar, de algum modo, esse Elemento, deixá-lo trabalhar, em vocês.
Lembrando-se e rememorando-se de que o Elemento nada pode e, sobretudo, nada quer contra vocês, mas vem, efetivamente, aportar-lhes o que é necessário (para o grupo que está no lugar em que ele se produz, como para vocês, especificamente, também) para a preparação dessa Passagem.

Quando os Quatro Elementos estiverem ativos (tanto em vocês, como no lugar em que vocês estão na Terra), então, todas as condições terão sido preenchidas para que eu transmita meu Anúncio.
Então, estejam atentos, não com inquietação, mas com Alegria e, aliás, vocês estarão na Alegria, a partir do instante em que os Quatro Cavaleiros tiverem revelado o que eles devem revelar: eles provocarão um movimento de Fusão, entre eles, e é essa Fusão que acompanha a revelação de seu Coração Ascensional, e que os leva a instalar-se no Contentamento, a imergir-se no que vocês São, verdadeiramente, cada vez mais.

Então, vocês verão, por si mesmos (se ainda não o realizaram e viveram), os bastidores.
Vocês verão, realmente, o que representa sua vida, esse corpo, essa pessoa, e o que está ao redor de vocês em relação à Verdade que está aí.
E vocês constatarão, por si mesmo, aí onde vocês estão, em relação a tudo isso, não como a expressão de um desejo, mas, efetivamente, como resultante direta, e consequência direta, da ação dos Cavaleiros, em vocês.

Lembrem-se de que a solução para esse mundo, não está em uma reação, mas está, efetivamente no acesso aos bastidores.
E isso, só a Luz pode realizar.
Só os Cavaleiros em sua ação final, e o Arcanjo URIEL, nessa Passagem, e eu mesma, é claro, e o conjunto de Presenças que está ao redor de vocês e sobre a Terra, estão aí para isso.
Já há algum tempo que nós temos dito que nós assistimos, e assistiríamos ao seu Nascimento, ao seu Renascimento, ou à sua Ressurreição.
E esses momentos estão agora presentes.

Então, é claro, inúmeros Irmãos e Irmãs, que não estão Despertados à Verdade que está aí, nada verão, ou recusarão ver.
Eles terão, sempre, explicações que, de fato, lembrem-se, representam apenas os próprios medos deles, que eles não confessaram a eles mesmos, ligados ao desaparecimento do efêmero.

Então, sejam indulgentes.
Não procurem convencer quem quer que seja porque, mesmo a Luz não pode convencer quem quer que seja.
Ele pode, simplesmente, mostrar que está aí, e cada Irmão e cada Irmã da Terra fará o que lhe dita sua Vibração, e não seus desejos.

Progressivamente e à medida que os dias desse mês de novembro avançarem, estejam atentos aos seus Elementos.
Respeitem as algumas instruções concernentes aos seus alimentos, que lhes deu minha Irmã HILDEGARDE (ndr: sua intervenção de 03 de outubro de 2012).
Porque, se não é o caso, vocês constatarão que terão cada vez mais dificuldade para fazer funcionar como antes, esse corpo.
Porque, nessa fase de sobreposição da nova Dimensão e da antiga, o corpo modificou-se, profundamente.

Muitas coisas serão levadas a mudar ainda mais rapidamente, em seus modos de funcionamento: cabe a vocês adaptar-se a isso.
Isso será muito fácil, se vocês seguem o que o corpo diz e pede a vocês.
Todas as necessidades serão amplamente modificadas.
E eu os lembro, dado o intervalo de tempo entre o que resta a viver e o Último momento que resta a viver nesta Dimensão (ele se tornou muito curto), que a melhor das preparações é, simplesmente (como os Anciões disseram), nada a fazer, ter-se Tranquilo, fazer o que vocês têm a fazer no desapego e com Alegria.
Mas estejam conscientes do Apelo dos Elementos, porque se um dos Cavaleiros chama-os, então, será preciso a ele ajustar-se, e de maneira rápida, para não oferecer resistência à sua ação, em vocês.
É desse modo que o Veículo Ascensional será perfeitamente eficaz e eficiente, seja no momento de meu Apelo, seja em momentos que são diferentes, segundo o que vocês têm a conduzir durante essa metamorfose.

A Verdade que está aí é uma grande Alegria para aquele que a vê, a partir do que ele É, e não a partir da pessoa que ele ocupa, nesse corpo.
E essa grande Alegria pode ser um terror para aquele que está instalado no medo e que está instalado na não vivência (Vibratória, e de contatos), de momento.
Mas, mesmo isso, não durará.
Porque, a partir do instante em que eu me revelar como Presença, para o conjunto da humanidade, e que eu falar a todos, ninguém poderá duvidar de quem eu Sou.
E vocês não poderão, tampouco, duvidar de quem vocês São.
Mesmo se, no instante anterior, sua condição de vida não fosse a mais feliz, bem, isso mudará.

A Verdade que está aí, é todos os sinais do Céu e da Terra, é todas as nossas Presenças ao seu lado, e agora é, sobretudo, essas Transmutações intensas que vão produzir-se em vocês.
A Verdade que está aí os põe na Alegria a partir do instante em que vocês a veem e, sobretudo, em que a vivem.

E vocês serão cada vez mais numerosos a vivê-la.
Mas esse “cada vez mais numerosos” não deve fazê-los esquecer-se de que uma parte não negligenciável da humanidade está, ainda adormecida, está, ainda, como presa de sua própria sobrevida, de seus próprios condicionamentos e de tudo o que criou o esquecimento do que vocês São, realmente.

Eu voltarei, é claro, vê-los durante este mês de novembro, mas sem, contudo, dar-lhes encontro formal (porque, como nós temos dito, uns e outros) nós nos adaptamos ao desenrolar do que já chegou no Céu e que chega, agora, sobre a Terra.
E nós seguimos com vocês, e nós vivemos com vocês, o desenrolar do que acontece.
E esse desenrolar, como vocês sabem (mesmo se seja inscrito em um limite astronômico), pode mais ou menos flutuar em função de resistências, ou não, que reencontra a Luz em seu caminho para a Terra, como em vocês.
E tudo isso, é claro, devido mesmo à modificação do espaço-tempo (como é agora patente, seja através das modificações de resíduos das três camadas isolantes, como de movimentos da Terra), bem, a Terra adapta-se e ajusta-se.

Vocês se adaptam e ajustam-se.
E nós também, nós nos adaptamos e ajustamo-nos.
Sempre, no âmbito desse calendário astronômico, mas, é claro, de acordo com as resistências ou a facilidade com a qual isso se desenrola, tanto em vocês, como para a Terra.

Até o presente, nós havíamos, sempre, dito que a Terra escolheria seu momento.
A Terra escolheu, desde que ela foi Liberada.
Ela vive, portanto, nesse momento mesmo, como nós temos especificado, sua própria Ascensão.
E essa própria Ascensão, como a sua, desenrola-se por uma espécie de impregnação de novos paradigmas de vida, e por impregnação de sua consciência comum, pela Supraconsciência, que é Amor.
E tudo isso se faz em seu ritmo, como o crescimento da flor que segue as circunstâncias locais, as circunstancias do solo, do Sol, da água, de luz do Sol, do vento.
Tudo isso é, exatamente, o que vocês estão vivendo, uns e outros.
Mas lembrem-se de que algumas plantas não saíram ainda da Terra, porque o tempo de maturidade e de maturação delas é mais importante.
Lembrem-se de que isso não é importante.
É claro que a ação dos Cavaleiros pode parecer, e parecerá desmesurada.
Mas isso não é nada.
A partir do instante que vocês vivem o Contentamento, em que a Alegria magnificou-se em vocês, vocês verão que só a Alegria estará presente, só o olhar da borboleta estará presente.
O olhar da lagarta parecerá a vocês cada vez mais distante, e como que se apagando, cada vez mais.
A partir do instante, é claro, em que vocês não entram na resistência e na oposição.
Mas tudo isso há a viver.

Eu gostaria, simplesmente, de prepará-los à minha maneira, mas são vocês que o vivem, cada um à sua maneira, de acordo com sua dose de Amor: não do amor tal como vocês o conhecem, ao nível humano de sentimentos, mas, efetivamente, esse Amor Luz, Vibral, que se instala.

Se vocês se tornam Transparentes, não haverá resistência.
Quanto mais vocês acolhem e aceitam os Elementos e o que se desenrola, mais vocês estarão em acordo com eles, e mais estarão próximos da Morada de Paz Suprema e de Sat Chit Ananda (como dizem minhas Irmãs orientais), dessa Paz total.
Vocês estarão, aliás, surpresos, nos primeiros tempos, por constatar, por si mesmos, o que quer que se produza aí onde vocês estão, vocês conservarão esse estado de Contentamento e de Alegria, sem problema algum.
O que é, claro, não teria sido o caso, há ainda alguns anos.

Tudo isso será o sinal de que vocês chegaram ao bom porto.
Que o que resta a realizar para vocês é uma formalidade: seu Choque da Humanidade será digerido, mesmo se não seja ao nível coletivo, porque ele poderá ser digerido apenas no momento em que eu farei meu Anúncio, não antes.
E é durante esse período em que a revelação e a Fusão dos Elementos (em vocês, como, sobre esse mundo) e meu Anúncio que se situa para as lagartas, um período de perturbações importantes.

Lembrem-se, nesses momentos, de que a dose de Luz que vocês recebem e que emitem traduzir-se-á por uma Alegria intensa, até um Contentamento que fará com que esses Elementos sejam vividos por vocês e ao seu redor, com uma maior facilidade.
Vocês observarão, aliás, que quanto mais vocês estão abertos, mais seu ambiente (mesmo entre aqueles que estão na resistência) tornar-se-á mais leve.
Porque esses Irmãos e essas Irmãs que se acotovelam a vocês e que, talvez, não estejam abertos à Luz, poderão, talvez, abrir-se, devido à sua Presença amorosa e irradiante.

É agora que é preciso olhar, atentamente, todos os conselhos que lhes deram os Anciões, Estrelas e Arcanjos, para esse mês de novembro.
Porque é durante este período no qual URIEL oficia ao seu lado e sobre a Terra, que a possibilidade de viver o Êxtase e o Contentamento é o mais importante.
A intensidade para aqueles que o vivem, da Onda de Vida, tornar-se-á cada vez mais espetacular.
E eu os remeto, aliás, assim, ao que havia sido dito por aquele que se fez nomear BIDI, há apenas duas semanas, quando ele lhes dizia para aportar a consciência sobre seus pés e sob seus pés (ndr: conselhos dados por BIDI no fim de sua intervenção de 19 de outubro de 2012).
Porque aí se encontra um dos mistérios da Alegria e do Contentamento.
O que quer que seja, deixem-se banhar por esse Amor, deixem-se banhar pelos Cavaleiros, porque eles concorrem para a Liberação.
Mesmo se, do ponto de vista do limite, isso se chame outra coisa que não uma Liberação, mas vocês sabem que nada disso é, porque vocês vivem outra coisa.

Eu nada mais tenho a acrescentar hoje.
Se, contudo, vocês têm algumas interrogações concernentes ao que se desenrola agora (exceto, é claro, sobre os Elementos, porque depois de mim, SNOW explicará algumas coisas, muito simples, em relação a isso), mas se há em vocês interrogações, então, estou à sua disposição.

Questão: você diz que os atrasos são função de resistências que vai encontrar a Luz, mas, justamente, na escala coletiva, pareceria que essas resistência sejam importantes.

Nenhuma resistência pode retardar a Luz.
Ela se exprimirá mais violentamente, mais intensamente, e mais fortemente: não é uma questão de tempo.

O desenrolar, sim, pode apresentar diferentes tipos de tempos, mas é tudo.
As resistências, geralmente, não são uma oposição frontal à Luz, mas resultam e decorrem, simplesmente, do confinamento e da ignorância.

Eu esclareço que a resistência de que eu falo não é um ato consciente, exceto, é claro, para aqueles que foram chamados “os maus rapazes”.

Para a maior parte de meus Filhos, trata-se apenas, simplesmente, de uma ignorância.
Essa ignorância, em si mesma, cria uma resistência à Luz.
Não é, portanto, uma resistência ativa de oposição, mas efetivamente, uma resistência física, reencontrada pela Luz, devido ao confinamento e crenças que existem.
Não é uma ação da consciência, exceto, é claro, para algumas consciências, mas é longe de representar a maioria da humanidade.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Filhos bem amados, permitam-me recobri-los com meu Manto de Graça.
Esse será meu modo de render-lhes Graça, hoje.

... Partilhar da Doação da Graça...

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra, e eu lhes digo provavelmente até o meio deste período, sem precisar o dia.

Que todo meu Amor seja o seu.
Até muito, muito, breve.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

4 comentários:

  1. Pelo jeito, de longe, e muito longe, este será o mais ilustre e marcante novembro da história. Que os quatro cavaleiros sejam acolhidos no nível mais transparente possível, seja de que modo eles se nos apresentem. Que o corpo físico seja ouvido e respeitado como jamais foi. Que sejamos compassivos com todos aqueles que não estejam, de momento, ainda, conscientes ou vivendo a magnitude destes tempos. Foi isto que me veio como síntese mais expressiva, desta MSG de Maria, que cada vez mais nos acena com a perspectiva da proximidade de seu Apelo Final.

    ResponderExcluir
  2. Mensagem de muito Amor. Hoje está chovendo aqui onde moro, e o triângulo da água está ativo, é sincronia e benção. E por falar em água, com frequencia, tenho a sensação de ter água dentro da cartilagem da orelha esquerda.
    Abraços a todos, que venha a Revelação da Luz.

    ResponderExcluir
  3. "...os quatro Elementos, ativos em nós, e na Terra, são as condições para o Anúncio". Sem palavras, para exprimir, o Amor da Mãe, por nós, nestes 'Tempos Finais'. Amorosamente, nos orienta, como proceder, diante do que já sabemos, que está para acontecer. Reconhecermos, que tudo o que acontecerá, será apenas, para nos conduzir "ao Bom Porto", e por este motivo não darmos trela as resistências, e sim permanecermos na Paz e na Tranquilidade.

    Um auspicioso Novembro, a Todos.
    Noemia

    ResponderExcluir
  4. A Verdade que está aí, decorre diretamente da Presença da Luz em vocês, e do Reencontro da Luz com o conjunto da Terra.

    Pela Ação dos Elementos em vocês, pela Revelação do seu Coração Ascensional, assim como da Merkabah da Terra, pelo Canal Mariano Individual e aquele da Terra, desenrola-se uma Transformação Terrestre.
    Essa transformação é uma Nova Terra, em formação, que conduz a Terra a Vibrar em outras oitavas de frequências que nada mais tem a ver com o que vocês conhecem. É claro, vocês vivem também, em vocês, em sua carne e em sua consciência nessa mudança específica, nessa Metamorfose.

    Sua Metamorfose e a Metamorfose da Terra vão, portanto , acelerar-se a partir de hoje.
    O tempo desse mês de novembro é, portanto, um conjunto de preparativos. Preparativos que os conduzirão ao nosso encontro e que vão agora e já, dar-lhes os sinais patentes e evidentes, do alhures, do que está além do hábito de suas vidas.

    Lembrem-se de que seu Reino não é desse mundo e que, justamente o que vem é seu Mundo e seu Reino.

    É agora que é preciso olhar atentamente todos os conselhos que lhes deram os Anciões, Estrelas e Arcanjos, para esse mês de novembro.
    Já há algum tempo que nós temos dito, que nós assistimos e assistiríamos ao se Nascimento, ao seu Renascimento, ou à sua Ressurreição. E esses momentos estão agora presentes.
    E nós seguimos com vocês, e nós vivemos com vocês,
    O desenrolar do que acontece.

    ResponderExcluir